A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

31/08/2010 16:18

No 1º debate em 14 anos, André e Zeca cantam vitória

Redação

O debate que a Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) fez nesta tarde entre os candidatos ao governo do Estado não foi apenas o primeiro desta eleição. Foi um encontro histórico entre dois rivais políticos que, lá em 1996, quando disputaram a prefeitura de Campo Grande, surgiram como renovação e hoje são considerados caciques na política estadual.

Desde aquela eleição, uma das mais disputadas do Estado, Puccinelli e Zeca nunca se enfrentaram diretamente. Por isso, o debate desta tarde representou o primeiro confronto verbal entre eles após 14 anos.

Embora nem de longe tenha lembrado os tensos debates da eleição para prefeito vencida por Puccinelli, o encontro de hoje reacendeu, pela primeira vez nesta campanha, a rivalidade entre os dois.

O embate levou para a porta da Fetems os militantes de um lado e de outro. Separados por um cordão de policiais, eles renovaram o clima de rivalidade que sempre existiu entre as "torcidas" do petista e do peemedebista.

Quem ganhou ? Ao final, ambos deixaram o debate se considerando vencedores.

Puccinelli, que lidera as pesquisas, disse que contrapôs os argumentos de Zeca "mostrando números". Para ele, os argumentos do petista foram mero discurso. "O que o Zeca fez foi poesia".

O governador disse que o foco do debate foi a comparação de governos e que, com números e documentos, mostrou que sua administração tem sido melhor para o Estado.

Zeca, segundo colocado nas consultadas ao eleitor, se considerou vitorioso. Após ter chamado o governador diversas vezes de "computador", por se ater aos números, disse ter demonstrando que André mentiu, como por exemplo em relação aos salários dos servidores que estavam atrasados quando assumiu.

"Não pagou porque não quis, tinha dinheiro em caixa", afirmou. "Estou convencido, pela manifestação da platéia, que saí com resultado positivo", prosseguiu.

Indecisos Entre os assistentes, opiniões não faltaram. Para Elder Basso, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Bela Vista, houve equilíbrio. "Zeca e Nei Braga foram bem e André não saiu mal".

Basso disse que não é filiado a partido e veio para conhecer mais os candidatos. Foi o primeiro debate que assistiu. "Ainda vai esperar mais pra decidir em quem vai votar".

O professor Vanderlei Andrade considerou que as discussões foram boas. Mas igualmente, afirmou ainda não ter definido em que votará.

"Os interesses da Fetems foram prometidos pelos dois candidatos e por isso ainda ficou a dúvida".

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions