A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

29/09/2016 23:52

No 1º bloco, debate tem promessa de rever concessão de ônibus e ataques

Aline dos Santos
Debate da TV Morena é o último antes das eleições. (Foto: Alcides Neto)Debate da TV Morena é o último antes das eleições. (Foto: Alcides Neto)

Apesar de os temas determinados por sorteio terem sido trânsito, saúde, reajuste do servidor, tarifa de ônibus, o primeiro bloco do debate da TV Morena entre os candidatos a prefeito de Campo Grande acabou marcado por citações à corrupção, escândalos, operações policiais e falta de transparência.

O primeiro embate foi entre Marquinhos Trad (PSD) Alcides Bernal (PP), que disputa a reeleição. O tema foi sobre a Onda Verde, sistema que sincroniza os semáforos. Instado a comentar, Bernal disse que há um plano de modernização, mas, a partir do tema, disse que o problema mais sério que afeta o trânsito foi a corrupção no governos anteriores.

A candidata Rose Modesto (PSDB) questionou Marcos Alex, o Alex do PT, sobre a contratação de médicos especialistas. O petista disse que a saúde enfrenta um caos e citou escândalos como operação Sangue Frio e o sistema Gisa.

Em dobradinha, Alex perguntou para a candidata tucana sobre o reajuste dos servidores. Rose prometeu valorizar a categoria e plano de cargos e carreira. Em seguida, disse que falta transparência na divulgação de dados da prefeitura.

Marcelo Bluma (PV) quis saber a opinião de Marquinhos sobre a tarifa do transporte coletivo. O candidato do PSD prometeu rever contratos das concessionárias que atuam no setor. Houve embate entre os candidatos, Bluma reclamou que o discurso de Marquinhos era de marqueteiro, que reagiu e afirmou que o Bluma nunca apresentou projeto sobre o tema quando foi vereador.

Bernal questionou Athayde Nery (PPS) sobre construção de postos de saúde. Athayde reclamou que a cidade vive a cultura da doença.

O coronel Carlos Alberto David dos Santos (PSC) quis saber a opinião de Bluma sobre as praças. O candidato do PV relatou situação de abandono e ambos prometeram melhorias.

Por sua vez, Athayde questionou o coronel David sobre a demissão de comissionados. O candidato do PSC destacou que a cidade está no limite prudencial com gastos na folha de servidores. O primeiro bloco teve um direito de resposta.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions