A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

01/03/2010 21:46

Para André, crescimento de Dilma não interfere

Redação

O governador André Puccinelli afirmou esta noite, no lançamento da 72ª Expogrande, que o crescimento de Dilma Rousseff nas pesquisas para a presidência da república não devem interferir no processo de escolha do palanque em que subirá nas eleições deste ano.

"O crescimento da pré-candidata nas pesquisas não me aproxima e tampouco me 'desaproxima' dela", afirmou reticente em entrevista. A concretização de um possível apoio, segundo ele, respeitará apenas as resoluções do partido.

Sobre a possibilidade de dividir com o ex-governador e possível adversário ao governo Zeca do PT o palanque de Dilma, André foi direto: "Não falo sobre hipóteses, apenas sobre dados concretos".

Um palanque para dois - Em busca de viabilizar politicamente sua candidatura ao governo do Estado, o ex-governador Zeca do PT viaja amanhã cedo à Brasília, onde se reúne com a ministra Dilma Rousseff. Na pauta de discussões, segundo o deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT), estão questões internas do PT.

Ainda segundo o deputado, em 45 dias a chapa de Zeca estará completa. De certo, apenas sua candidatura ao senado com Gilda Maria Gomes do Santos, esposa de Zeca, como 1ª suplente e um candidato à vice ligado ao setor agropecuário.

A ausência de Zeca do PT ao lançamento da 72ª Expogrande foi justificada pelo deputado. Segundo ele, o ex-governador tem evitado presença em locais onde o governador André Puccinelli confirme visita. Uma exceção recente, a celebração de um ano da fábrica da International Paper no último dia 19 de fevereiro, em Três Lagoas, aconteceu segundo Dagoberto, por se tratar de um pedido pessoal do presidente Lula.

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions