A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

29/05/2014 12:35

Para falar com ministro da Justiça, lideranças de MS fazem protesto em Brasília

Graziela Rezende

Para conseguir uma reunião com o ministro José Eduardo Cardozo, ao menos 300 lideranças indígenas de todo o país ocupam neste momento os acessos do Ministério da Justiça, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

Liderança em Mato Grosso do Sul e representante da Apib (Articulação dos Povos Indígenas do Brasil), Lindomar Terena diz que os índios pretendem entregar um documento com 36 processos de regularização de terras indígenas. Eles ainda reivindicam a efetivação dos processos de demarcação, entre outras coisas.

A comunidade pretende ainda impedir a tramitação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 215/2000, que inclui, entre as competências exclusivas do Congresso Nacional, a aprovação de demarcação de terras indígenas e a ratificação das demarcações já homologadas.

O projeto estabelece critérios e procedimentos de demarcação regulamentados por lei, sendo esta defendida pelos integrantes da bancada ruralista.

Apoio – Ontem (28), no início da noite, lideranças indígenas se reuniram com os presidentes da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para pedirem apoio na tramitação de matérias de interesse dos índios.

“Estamos negociando com a assessoria para que seja recebida uma comissão, porque resolvendo a questão da demarcação de terra acaba com a violência contra os povos indígenas”, destacou à Agência Brasil a liderança de Mato Grosso do Sul. Segundo ele, os índios permanecerão no local até obterem uma resposta.

Na terça-feira (27), os índios participaram de um protesto em frente ao Estádio Nacional Mané Garrincha, junto com outros movimentos sociais, quando criticaram os gastos com a Copa.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions