ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 15º

Política

Paranhos poderá ter novas eleições após TSE rejeitar recursos de candidato

Atualmente a prefeitura do município é administrada interinamente pelo presidente da Câmara de Vereadores

Por Jhefferson Gamarra | 27/03/2021 15:43
Heliomar Klabunde venceu a disputa eleitoral em Paranhos com 61,67% dos votos em 2020 (Foto: Reprodução)
Heliomar Klabunde venceu a disputa eleitoral em Paranhos com 61,67% dos votos em 2020 (Foto: Reprodução)

Eleitores de Paranhos, distante de 469 quilômetros de Campo Grande, poderão enfrentar novamente as urnas para a escolha do prefeito da cidade. O candidato eleito sub judice em 2020, Heliomar Klabunde (MDB), teve dois recursos negados pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que o impede de assumir o cargo.

De forma unânime, em sessão virtual realizada na quinta-feira (25), os sete ministros da corte mantiveram a decisão de impugnação da candidatura do emedebista. Uma segunda ação cautelar em que o candidato tentava garantir diplomação e posse no cargo, foi julgada como prejudicada após a primeira decisão. O processo foi relatado pelo ministro Mauro Luiz Campbell Marques.

A decisão da última instância ainda cabe recurso, mas de acordo com o advogado Paulo Mota, que atuou no processo de cassação do candidato, mesmo com recursos, a suprema corte eleitoral deverá manter a decisão e convocar novas eleições no município.

“Agora só cabe embargos de declaração, mas é muito difícil reverter, tudo indica que terá novas eleições. Ele teve as contas reprovadas pelo tribunal de contas quando foi prefeito em Paranhos, por esse motivo entramos pedindo impugnação nas eleições. Na época o juiz indeferiu o registro de candidatura, ele recorreu e participou das eleições, mesmo com indeferimento ainda ganhou as eleições. Ganhou nas urnas e agora perdeu na justiça”, disse o advogado.

Com a derrota na justiça, o emedebista segue impedido de assumir o cadeira do executivo, que atualmente é administrada interinamente pelo presidente da câmara de vereadores, Donizete Viaro (MDB).

Em 2020, Heliomar Klabunde (MDB) venceu a disputa eleitoral com 61,67% dos votos, porém foi impedido de assumir o cargo, após o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) constatar que o candidato teve as contas desaprovadas pelo TCU (Tribunal de Contas da União), quando foi prefeito do município.

Mais cidades - Outros dois candidatos a prefeito em Mato Grosso do Sul vencedores nas urnas em 2020 estão em situação semelhante ao de Klabunde, mas ainda aguardam serem julgados em definitivo para saber se podem ou não assumir seus cargos.

São eles João Donizeti Cassuci (PDT), vencedor do pleito pela prefeitura de Angélica e Álvaro Urt (DEM), em Bandeirantes. Em Sidrolândia a Justiça Eleitoral indeferiu a candidatura do candidato mais votado, Daltro Fiuza (MDB), e convocou novas eleições. Porém devido a pandemia o pleito foi suspenso e ainda não tem data para acontecer.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário