A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 23 de Março de 2017

30/11/2016 18:01

Pecuarista Bumlai fica em silêncio durante audiência contra Lula

Paulo Nonato de Souza
Bumlai durante depoimento à CPI do BNDES, em 2015, na Câmara dos Deputados; pecuarista é amigo pessoal de Lula (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)Bumlai durante depoimento à CPI do BNDES, em 2015, na Câmara dos Deputados; pecuarista é amigo pessoal de Lula (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

“Bom dia, Dr. Moro. Muito obrigado”. Estas foram as únicas palavras do pecuarista José Carlos Bumlai na audiência em que era testemunha de ação penal contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Operação Lava Jato, nesta quarta-feira, na Justiça Federal do Paraná. Ele ficou o tempo todo calado durante a audiência, e disse isso no momento em que a audiência era encerrada.

Por videoconferência, a defesa de Bumlai, testemunha no caso, informou ao juiz Sérgio Moro que não responderia sobre sua relação com o petista e que sobre a denúncia contra Lula, o pecuarista nada sabia, e o pecuarista acabou dispensado da audiência.

“Diante desse posicionamento da defesa do sr José Carlos Bumlai e considerando os depoimentos que ele já prestou, que estão juntados como documentos da denúncia, como anexos da denúncia, e considerando o que tem lá e pelo visto ele não quer esclarecer, eu desisto dessa testemunha”, disse o procurador da República, Julio Noronha.

A advogada de Bumlai, Daniella Meggiolaro, disse que no contexto que a denúncia coloca a suposta organização criminosa e até mesmo em relação a amizade ou relacionamento que o pecuarista mantém com o ex-presidente Lula, ele se reservará o direito de não responder, de permanecer em silêncio.

“Em relação a pontos específicos abordados na denúncia, ele se encontra à disposição do Juízo, mas a defesa também adianta que ele desconhece completamente os fatos apurados nessa ação penal”, disse Daniella Meggiolaro.

Votos contra terceirização em empresas são maioria entre deputados do MS
Quatro dos sete deputados federais sul-mato-grossenses que participaram da votação do projeto de lei que permite às empresas terceirizar também a cha...
Câmara aprova projeto que libera terceirização de atividades nas empresas
Mesmo sob forte protesto da oposição, o plenário da Câmara dos Deputados aprovou hoje (22) o Projeto de Lei (PL) 4.302/1998, de autoria do Executivo,...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions