A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

25/05/2009 12:18

PF pede mais prazo para investigar complô contra petista

Redação

A Polícia Federal pediu mais 30 dias para concluir a investigação sobre o suposto complô envolvendo o deputado federal Vander Loubet e o senador Delcídio do Amaral, ambos do PT, em março deste ano. A investigação começou com a prisão de um dos envolvidos no golpe da casa própria da Agehab (Agência Estadual de Habitação), Ademar Pereira Mariano.

Segundo a assessoria da PF, a investigação, feita a pedido do deputado e do senador, corre em segredo de Justiça. O inquérito foi encaminhado à Justiça Federal, que analisa o pedido de estender o prazo da investigação.

Conforme Mariano, Loubet teria armado o golpe para prejudicar o senador na disputa interna pelo comando do PT. Na ocasião, ele também afirmou pagar propina a funcionários e até para a delegada responsável pela investigação na Polícia Civil, Roseli Aparecida Molina.

Preso em Aquidauana, onde reside, o acusado pelo golpe apresentou uma versão em cada um dos depoimentos prestados. Ele está preso desde 15 de março deste ano. Segundo Roseli, ele ainda não foi ouvido no inquérito que apura os envolvidos no golpe que vitimou 100 pessoas e rendeu mais de R$ 700 mil.

Assembleia recebe prestação de contas e fará limpeza de pauta antes do recesso
A última semana de trabalho do Poder Legislativo de Mato Grosso do Sul em 2017 será aberta com a audiência pública para prestação de contas do govern...
Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...
Governo do Estado investe R$ 9,2 milhões em infraestrutura em Caracol
Caracol vai receber mais de R$ 2,8 milhões em obras a serem executadas pelo Governo do Estado em parceria com a prefeitura e deputados federais e est...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions