A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

14/05/2015 11:02

PMDB rejeita duas secretarias, mas votará projetos “a favor" da cidade

Edivaldo Bitencourt e Juliana Brum
Mario Cesar, Carla, Edil e Magali (de vermelho) durante reunião (Foto: Marcos Ermínio)Mario Cesar, Carla, Edil e Magali (de vermelho) durante reunião (Foto: Marcos Ermínio)

Os vereadores do PMDB decidiram, em reunião na manhã de hoje (14), rejeitar duas secretarias oferecidas pelo prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP). No entanto, o partido não deve ir para a oposição na Câmara Municipal e vai continuar votando a favor dos projetos “considerados bons para Campo Grande.

A reunião aconteceu no diretório regional e contou com a presença de cinco vereadores – Carla Stephanini, Vanderlei Cabeludo, Mario Cesar (presidente da Câmara), Magali Picarelli e Edil Albuquerque – e do presidente estadual da sigla, deputado estadual Junior Mochi. Paulo Siufi e Loester Nunes não compareceram.

Mochi foi o primeiro a deixar o encontro e destacou que o partido deveria tomar uma decisão em relação ao prefeito. No entanto, ele frisou que a decisão caberia aos vereadores.

De acordo com Carla, eles decidiram que não vão aceitar a proposta de indicar os titulares das secretarias municipais de Educação, vaga desde a saída de Angela Brito, e do Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, ocupada por Heitor Pereira de Oliveira.

“Nós podemos colaborar com a cidade como parlamentar e não precisamos de cargos”, destacou Carla. Com a decisão, na prática, o PMDB mantém a mesma postura na Câmara Municipal. Edil também vai continuar como líder do prefeito no legislativo.

“Vamos votar os projetos a favor de Campo Grande”, destacou Carla. A presidente municipal avalia que cada vereador vai votar de acordo com a consciência.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions