A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

28/10/2010 08:35

Polícia quer sigilo em investigação de morte de vereador

Redação

A Polícia Civil decidiu que vai pedir sigilo nas investigações sobre o assassinato do presidente da Câmara de Vereadores Carlos Antônio Carneiro, 40 anos, executado em Campo Grande, na terça-feira, na avenida Afonso Pena.

A informação foi dada esta manhã pelo delegado Miguel Said, da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário). Segundo ele, a decisão é para não atrapalhar os trabalhos de apuração.

O inquérito sobre o caso está na 1ª Delegacia de Polícia Civil, a cargo da delegada Roseman Rodrigues, deve ser fechado e encaminhado ao Ministério Público Estadual no prazo de dez dias, contados a partir da abertura, mesmo sem a definição do mandante do crime.

Isso vai ocorrer, explicou o delegado, por causa da existência de presos no caso, Ireneu Maciel, 37 anos, que confessou ter disparado os tiros que mataram o vereador, Aparecido Souza Fernandes, 34 anos, piloto da moto usada pela dupla, e Valdemir Valsan, apontado por Ireneu como o contratante do crime de pistolagem. Eles não revelaram quem encomendou a morte do vereador, e prometeu pagar R$ 20 mil ao atirador, dos quais R$ 3 mil teriam sido pagos como entrada, segundo o depoimento de Ireneu.

Segundo as explicações dadas hoje pela Polícia Civil, o inquérito será fechado com os dados colhidos até o prazo de dez dias e depois será feita a complementação, que tem prazo inicial de 30 dias.

Mais uma vez, houve cautela em relação à acusação feita pelo pai da vítima, o vice-prefeito de Alcinópolis, Alcino Carneiro (PDT), contra o prefeito da cidade, Manuel Nunes da Silva (PR).

Manuel prestou depoimento ontem, em local não informado, e segundo a Polícia Civil, não é considerado suspeito de ser o mandate do crime.

O pai de Carlos Antônio declarou que o prefeito fez ameaças ao filho, dois meses atrás, por conta de desavenças políticas entre os dois.

Documentos foram apreendidos no carro do vereador morto e segundo o pai são relativos a denúncia que ele apresentaria contra o prefeito. A polícia não confirma o teor.

O prefeito não está convernsando com a imprensa, orientação que teria vindo da própria polícia.

Temer diz que adiamento da reforma da Previdência foi 'ótimo' para ganhar votos
O presidente Michel Temer procurou mostrar otimismo ao falar sobre a reforma da Previdência ao dar posse ao deputado federal Carlos Marun (PMDB-MS) c...
Diretor da PF entrega ao STF relatório de investigação sobre ministros
O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, entregou hoje (15) à ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), um re...
TRE realiza plantão para cadastramento biométrico neste sábado na Capital
O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) realiza neste sábado mais um plantão para atender eleitores de Campo Grande que ainda nã...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions