A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 15 de Dezembro de 2018

03/12/2012 19:49

Prefeito em exercício diz que Bernal precisa "descer do pedestal"

Nícholas Vasconcelos e Helton Verão
Edil criticou postura de Bernal e disse que tem apresentado informações. (Foto: Rodrigo Pazinato)Edil criticou postura de Bernal e disse que tem apresentado informações. (Foto: Rodrigo Pazinato)

O prefeito em exercício de Campo Grande, Edil Albuquerque (PMDB), respondeu às críticas feitas pelo prefeito eleito Alcides Bernal (PP) nesta tarde. Em entrevista coletiva hoje, Bernal afirmou que falta colaboração e que sua equipe tem dificuldade no acesso a informações consideradas determinantes para o início do mandato.

“Bernal tem que ser mais modesto e descer do pedestal, caminhar pelos gabinetes”, afirmou Edil. Ele disse que todas as informações necessárias serão repassadas, mas destacou que muitas já estão disponíveis.

“Nós vamos colaborar. Ontem ele [Bernal] me ligou e pediu o índice de participação do ICMS. Mas esse índice está expresso em Diário Oficial”, comentou o prefeito.

Ele ainda deu o exemplo do comitê de mobilização da dengue, tema tratado em um dos encontros, e que depois não voltou a ser questionado pela equipe do prefeito eleito.

Sobre a polêmica envolvendo repasse de verbas, o vice-prefeito lembrou que é preciso buscar recursos. “Nós conseguimos R$ 500 milhões pelo PAC. Ele não pode jogar a toalha assim, tem que correr atrás. Eu recomendo a ele persistir em todos os projetos”.

Edil criticou as entrevistas de Bernal para reclamar administração municipal. “Não precisa ter que expor isso a imprensa. Não pode nem ficar mandando recadinho”, rebateu.

A equipe de transição de Nelson Trad Filho (PMDB) comparou a situação de Campo Grande com a de São Paulo, que demorou apenas dois dias para reunir as equipes, enquanto aqui foram necessárias mais de duas semanas para a equipe de Bernal procurar a Prefeitura.

O coordenador da equipe de transição Trad Filho, Marcelo Amaral, afirmou que há informações que não podem ser repassadas, conforme estabelece a instrução normativa n° 37 do TCE (Tribunal de Contas do Estado). “Estamos seguindo as instruções do Tribunal e há dados que não podem ser entregues antes do dia 31 de dezembro”, disse.

Segundo Marcelo, ainda há previsão para uma próxima reunião das equipes e que o sistema de instrução normativa facilitou o processo de transição entre os governos.

 



concordo plenamente com os senhores jair oliveira e walter barros. o cara tem q ser humilde e se por no seu lugar..
 
monalisa meilsmidth em 04/12/2012 19:58:20
Eu não sei como voces perdem tempo entrevistando prefeito em exercicio,o cara vai ficar alguns dias na prefeitura e já vai fazendo criticas e picuinhas contra o FUTURO prefeito eleito por vontade esmagadora do povo, por favor Edil coloque-se no seu lugar,procure fazer alguma coisa de util na sua vida pública.
 
Walter Barros em 04/12/2012 09:06:46
Esse senhor é ridiculo! esta pegando desmerecidamente uma boquinha de prefeito.Todos que chegam num cargo dese perdem a humildade. Por isso que só mudando esse sistema politico vamos mudar isso. um homem sozinho não pode governar uma cidade, um estado ou o país.
 
jair oliveira em 03/12/2012 20:39:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions