ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  22    CAMPO GRANDE 31º

Política

Presidente da Assembleia deve ir a Corumbá acompanhar ministra Marina Silva

Durante discurso na Casa de Leis, Paulo Duarte pediu presença do presidente devido gravidade da situação

Por Jéssica Fernandes e Fernanda Palheta | 25/06/2024 12:20
Presidente da Alems, Gerson Claro (PP) na tribuna da Casa de Leis. (Foto: Alems)
Presidente da Alems, Gerson Claro (PP) na tribuna da Casa de Leis. (Foto: Alems)

O presidente da Alems (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), Gerson Claro (PP) deve ir a Corumbá, a 428 km de Campo Grande, acompanhar a visita da ministra do Meio Ambiente e Mudança do Clima, Marina Silva e a ministra de Estado do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet. Na sexta-feira (28), as ministras estarão presentes na entrega de equipamentos, aeronaves e equipes que irão atuar no combate aos incêndios na região.

Com a confirmação da agenda de Marina Silva e Simone Tebet, Gerson Claro deve representar a Casa de Leis no município. A presença do presidente da Alems foi solicitada durante uma fala emocionada do deputado estadual Paulo Duarte (PSB), que se estendeu por mais de meia hora na tribuna.

Ao decorrer do discurso, Paulo Duarte lembrou que normalmente quem participa das agendas é o deputado estadual mais alinhado com a pauta. Por ser de Corumbá, o parlamentar seria o primeiro nome cotado, porém o mesmo pede para que o protocolo não seja seguido.

Deputado estadual, Paulo Duarte, fez discurso sobre situação do Pantanal.  (Foto: Alems)
Deputado estadual, Paulo Duarte, fez discurso sobre situação do Pantanal. (Foto: Alems)

Por se tratar de uma situação grave que ocorre no Pantanal sul-mato-grossense, ele pede para que o presidente compareça devido ao simbolismo do cargo.  “Eu queria que o presidente da Assembleia, o senhor que preside um poder  que é um cargo importantíssimo, que vossa excelência estivesse nessa agenda. [...] Os caras precisam entender o que está acontecendo. Não pode continuar esse desmonte. Nesse momento o senhor representa a Assembleia, um poder constituído e tem que ter um movimento forte", destaca.

Em outro momento do discurso, o deputado estadual também mostrou a indignação com a situação dos incêndios e a seca histórica registrada em Corumbá. Além disso, ele chamou atenção para o fato de que em décadas anteriores a quantidade de chuva chegava a 50 milímetros na região, mas no mês passado essa quantia ficou zerada.

Nesse contexto, Paulo Duarte alertou para o risco do bioma ser perdido e que o cenário de hoje é uma resposta da natureza que mostra a crise climática. Para completar, o parlamentar citou a situação de precariedade do Ibama em Corumbá. “Em uma cidade com 65 mil quilômetros quadrados, no coração do Pantanal, o Ibama tem sete funcionários”, declara.

Após a fala, em resposta, Gerson Claro comenta que com a agenda confirmada das ministras a comissão de deputados e a Assembleia estarão unidas pela mesma causa. “A Assembleia vai ser firme no propósito de combater os incêndios”, ressalta.

No momento, ele pede para que sejam concentradas as ações no combate ao foco de incêndios, mas que posteriormente seja feita investigação para averiguar se os incêndios começaram devido a ação humana. A longo prazo, ele também pede políticas de proteção ao bioma.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias