A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2018

14/02/2013 18:51

Procurador autárquico cedido, Dagoberto está sem função na Casa Civil

Josemil Rocha
Dagoberto diz que está fazendo políticaDagoberto diz que está "fazendo política"

O presidente regional do PDT, Dagoberto Nogueira Filho, é procurador autárquico do Departamento de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran), mas está sem exercer função no órgão, na Assembleia Legislativa, onde estava lotado até final do ano passado, e muito menos na Casa Civil do Estado, para onde foi transferido em novembro de 2012, um mês após a eleição na Capital, onde foi candidato a vice-prefeito na chapa encabeçada pelo deputado federal Edson Giroto (PMDB). Indagado sobre sua atual função no governo do Estado, Dagoberto respondeu: “Sou procurador autárquico do Estado há muitos anos e estou à disposição da Governadoria, mas sem função específica, fazendo política”.

Na manhã desta quinta-feira, Dagoberto esteve na Governadoria, a fim de agendar reunião com o governador André Puccinelli para tratar de espaços para o PDT ocupar cargos no governo do Estado. O encontro deve acontecer amanhã.

À imprensa, em novembro do ano passado, Dagoberto disse que atendeu a um pedido do governador André Puccinelli e passou a atuar na Secretaria de Governo para atender prefeitos e outras autoridades do interior, além de auxiliar na articulação de recursos em Brasília, dada sua experiência como deputado federal. “Tenho dado assessoria nas questões do interior e também nas viagens para Brasília, para onde já acompanhei o governador duas vezes”, destacou o dirigente pedetista na ocasião.

Nesta quinta-feira, Dagoberto afirmou que não ocupa cargo de confiança na função, para a qual estaria apenas “cedido” e não receberia nenhum acréscimo salarial em razão disso. “Eu não tenho cargo. Estou à disposição da Casa Civil. Eu sou procurador do Estado, efetivo, lotado na Casa Civil”, informou Dagoberto, lembrando que o concurso para procurador do Detran, órgão que já presidiu durante o governo de Zeca do PT, foi realizado em 1987. “Mas estou lá sem receber nenhum real a mais, nomeado em nenhum DAS”, garantiu ele. DAS é cargo de Direção e Assessoramento Superior, comissionado.

 

 



Trabalhar pouco e fazer muita política. Essa é a fórmula do sucesso.
 
Tereza Cunha em 15/02/2013 09:04:50
Os trabalhadores brasileiros acordam cedo, pegam um meio de transporte pífio (leia-se transporte coletivo urbano), registram ponto, têm que almoçar perto do trabalho, pois não há tempo hábil para almoçar em casa e ganham um salário vergonhoso! Enquanto isso, algumas pessoas estão à "disposição" em casa, ganhando um salário "razoável"! Êh meu Brasil!
 
Ricardo Franco em 15/02/2013 08:34:07
Não tem problema não! O povo paga o seu salário como tantos outros que estão no poder público sem função..
 
Claudio Vieira em 14/02/2013 22:20:02
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions