A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

10/11/2011 08:29

Projeto que proíbe bebida alcoólica em posto de combustível será votado hoje

Wendell Reis

Os vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande votam na sessão desta quinta-feira (10) o polêmico projeto de autoria dos vereadores Paulo Siufi (PMDB) e Lídio Lopes (PP) que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas em Postos de Combustíveis.

A proibição foi colocada em pauta depois que os vereadores Paulo Siufi (PMDB) e Lídio Lopes (PP), receberam telefonemas e manifestações pessoais, com cobranças de medidas urgentes da população. Os moradores alegam que os jovens transferiram a bagunça da avenida Afonso Pena para outros locais, com som auto e consumo de bebida alcoólica.

Na justificativa do projeto os vereadores ainda destacam que o consumo inadequado de álcool é um problema de saúde pública e que acarreta altos custos para a sociedade, envolvendo questões médicas, psicológicas, profissionais e familiares. Os vereadores também estudam a proibição da comercialização nas conveniências. O projeto também autoriza o Poder Executivo a firmar convênios com o objetivo de fiscalizar a lei.

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


nao vejo a hora dessa lei vigorar essa madrugada fiquei ate 3;00 da manha acorda com o barulho do posto tic no uberaba ninguem respeita ninguem bebedeira ,conversa alta, buzina,crito de pneu a policia do 190 quando aparece vem depois de tres horas a ups cansou nos abandonou enfim comerciante que nao respeita os vizinhos tem que ser vetado por favor e sem falar na lei seca porque todos que bebem aqui no posto tic do uberaba a maioria esta dirigindo.......e quem for contra leva o posto 24 pra frente de sua casa quero ve se pimenta nos olhos dos outros e refresco ....por favor nao aguento mais façam alguma coisa os moradores do uberba nao aguentam mais .....obrigada
 
eliane dias em 29/10/2012 09:36:06
Tem que ser proibida mesmo, posto de gasolina que eu saiba é para venda de petróleo e carro não usa cerveja ou outra bebida para funcionar. Se as pessoas se comportassem devidamente, não haveria necessidade de proibir. Tem mais bebida alccólica so trás prejuizo e não é alimento.
 
luiz alves pereira em 10/11/2011 10:55:44
Aproveito a oportunidade para sugerir ao Sr. Vereador Paulo Siufi, que seja estabelecido em lei horário máximo para de fechamento dessas "coveniências", por volta das 22:00 horas.
 
jose alfredo de melo em 10/11/2011 10:17:38
Como são as coisas, não pode vender bebida em posto, dai não vai poder vender em conveniencia, e assim vão se fechando estabelecimentos, ai as pessoas que estão empregadas no mesmo, começam a partir para marginalidade, dai toda população reclama... Porque esses vereadores não fazem projeto para baixar o salario deles ao inves de ficar inchendo o saco dos comerciantes... Vão procurar o que fazer...
 
Marcio da Silva em 10/11/2011 10:02:07
eu sou a favor de disciplinar a venda de bebidas alcoolicas, porém acredito que estao limitando a capacidade de encontros da nossa juventude. Aqui nao se pode nada, tudo e proibido... na regiao central o unico lugar que vai sobrar para tomar uma gelada vai ser a conveniencia do camelo...

o povo pensa que campo grande ainda e do tempo das carroças.
 
marcos da rosa farinhac em 10/11/2011 09:07:13
Deixa o povo se divertir em paz.....
Noa podemos mais nem ficar mais em postos de gasolinas mais,o que é isso..........
 
maria carolina. em 10/11/2011 09:06:10
Eu fico a pensar sobre tantas proibições e se estas de fato surtem algum efeito a médio e a longo prazo, haja visto a "efemeridade" de nossas leis. Interessante seria o Estado tomar iniciativas pro ativas, como por exemplo aumentar efetivo de policiais, intensificar rondas e averiguações, tornar obrigatório nas escolas matérias que abordem o tema violência em todas as suas amplitudes. Proibir???
 
CLAUDIO MOREIRA em 10/11/2011 09:01:48
Polêmico projeto?
 
Marcos Ortega em 10/11/2011 08:58:02
Proibir nos posto é uma boa proposta, mas proibir a comercialização nas conveniências? Basta determinar a proibição de consumo em frente as conveniências. Daqui um tempos vão querer proibir a comercialização nos supermercados também. Ai já é demais.
 
Antonio Carlos Azuaga em 10/11/2011 08:52:55
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions