A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019

06/07/2019 10:47

PSL abre projeto para lotar Câmara e "sem medo de guerra" por prefeitura

Principais nomes da legenda se reuniram em ato de filiação realizado na manhã de hoje, em Campo Grande

Jones Mário e Aline dos Santos
Deputado federal Loester Carlos, senadora Soraya Thronicke e deputado estadual Renan Contar no ato de filiação na Câmara (Foto: Henrique Kawaminami)Deputado federal Loester Carlos, senadora Soraya Thronicke e deputado estadual Renan Contar no ato de filiação na Câmara (Foto: Henrique Kawaminami)

Os principais nomes do PSL (Partido Social Liberal) de Mato Grosso do Sul se reuniram na Câmara Municipal nesta manhã, em ato de filiação. Para a senadora Soraya Thronicke, o evento marca a “largada” da legenda nos preparativos para as eleições municipais de 2020.

“Queremos lotar de PSL a nossa Câmara [de Campo Grande]. Jamais acreditaria que chegaríamos onde chegamos. Esse evento é o marco do início da campanha para 2020”, disse a parlamentar.

Antes considerado “nanico”, o PSL ganhou força nas eleições de 2018, liderado por Jair Bolsonaro, eleito presidente. O partido fez 52 deputados federais no ano passado - segunda maior bancada da Câmara, atrás apenas do PT, com 56. Em 2014, o PSL havia eleito apenas um parlamentar.

A legenda ainda não tem representantes da Câmara de Campo Grande. De acordo com Soraya, o partido procura “pessoas que sejam conservadoras nos costumes e liberais na economia” para comporem a chapa no ano que vem. “Queremos chamar a população que apoia a política limpa, estruturada e honesta. O PSL rompeu com o conchavo”.

Também presente no evento, deputado estadual Renan Contar revelou que o objetivo do PSL em Mato Grosso do Sul “é recrutar patriotas, brasileiros que querem a mudança da política nos municípios”.

Renan Contar discursa durante ato de filiação do PSL, em Campo Grande (Foto: Henrique Kawaminami)Renan Contar discursa durante ato de filiação do PSL, em Campo Grande (Foto: Henrique Kawaminami)

O parlamentar afirmou ainda que a preocupação da legenda “não é quantidade [de vereadores eleitos], mas sim, a qualidade”. “Queremos uma onda de renovação que contamine o Estado todo”, cravou.

Prefeitura – Renan Contar é o nome mais ventilado na legenda para encabeçar a chapa do PSL como candidato à prefeito de Campo Grande em 2020. O parlamentar tem o apoio de Soraya Thronicke e do deputado federal Loester Carlos. Contar comentou que “no momento, está focado no mandato”, mas que “não tem medo de guerra”.

A Câmara foi enfeitada para o ato de filiação. Faixa com a frase “Cidadãos comprometidos com a ética e respeito pelo Brasil” foi fixada na parte externa do prédio. No lado de dentro, quatro cartazes com fotos de Soraya, Loester, Contar e Jair Bolsonaro ornamentavam as paredes. Ao fundo, outro banner com a imagem do atual presidente.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions