A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

07/10/2014 12:45

PT se reúne à tarde para discutir rumo da campanha no 2° turno

Leonardo Rocha
O prefeito de Corumbá e presidente estadual do PT, Paulo Duarte, vai estar a frente da reunião do partido  hoje, no comitê central de campanha (Foto: Arquivo)O prefeito de Corumbá e presidente estadual do PT, Paulo Duarte, vai estar a frente da reunião do partido hoje, no comitê central de campanha (Foto: Arquivo)
Cabo Almi afirmou que PT e PMDB precisaram aparar as arestas, terminar com as picuinhas (Foto: Giulliano Lopes - ALMS)Cabo Almi afirmou que PT e PMDB precisaram aparar as arestas, terminar com as picuinhas (Foto: Giulliano Lopes - ALMS)

As principais lideranças do PT irão se reunir hoje a tarde, por volta das 15h, para discutir o rumo da campanha de Delcídio do Amaral (PT), no segundo turno. Este evento que irá acontecer, no comitê de campanha do candidato, na Avenida Via Parque, será conduzido pelo presidente estadual da legenda, o prefeito de Corumbá, Paulo Duarte.

O deputado Pedro Kemp (PT) ressaltou que nesta reunião as lideranças poderão discutir as estratégias de campanha, assim como decidir em que região, cidade e local cada um vai atuar para fortalecer a campanha de Delcídio do Amaral. "Vamos definir nosso caminho daqui para frente, para chegarmos mais fortes no dia 26 de outubro".

O deputado Cabo Almi (PT), por exemplo, ponderou que irá atuar na região do Anhanduizinho e Bandeira, além de priorizar cidades como Rio Negro, Corguinho, Ribas do Rio Pardo e outros municípios da região. "Cada um vai contribuir com seu reduto eleitoral, para que possa ampliar ainda mais a vantagem sobre nosso adversário", disse ele.

Aliança - Os petistas ponderaram que a tendência é que se repita em Mato Grosso do Sul, o que já acontece a nível federal, ou seja, uma parceria cdo PT e PMDB tanto na reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT), como no apoio a Delcídio. "Estamos do mesmo lado, do outro está a oposição do PPS, DEM e PSDB, é hora dos partidos se unirem, vamos aparar as arestas e terminar as picuinhas em prol deste projeto", disse Almi.

O deputado Antônio Carlos Arroyo (PR), aliado do PT, também destacou que esta aliança com o PMDB é algo "natural", já que antes só não foi feita porque os dois partidos tinham candidato. "Sabemos que existe uma divisão no PMDB, mas as principais lideranças vão seguir conosco, temos o deputado Jerson (Domingos) fazendo este meio de campo", explicou ele.

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions