A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 22 de Julho de 2018

05/10/2014 20:15

Reeleito, Mandetta pretende implantar carreira de estado para saúde

Kleber Clajus
Mandetta segue para segundo mandato, após ser reeleito neste domingo (Foto: Lúcio Bernardo Jr / Câmara dos Deputados)Mandetta segue para segundo mandato, após ser reeleito neste domingo (Foto: Lúcio Bernardo Jr / Câmara dos Deputados)

O médico ortopedista e ex-secretário de saúde de Campo Grande, Luiz Henrique Mandetta (DEM), foi reeleito neste domingo (5) para o segundo mandato na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF). De acordo com o TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral), o parlamentar obteve nas urnas 57.374 (4,49%) dos votos válidos.

“Vou dar continuidade as políticas sociais que mantiveram a força do nosso primeiro mandato com propostas no sentido de combater as drogas e implantar um sistema de saúde com carreira de estado que inclua todos os profissionais de saúde, interiorizando o atendimento para que não precisemos de programas improvisados. Temos ainda a questão fundiária que é pacificar o conflito e tratar da reforma política e tributária que dependem de decisão do futuro presidente”, destaca Mandetta. 

Nascido em Campo Grande, Luiz Henrique Mandetta, 50 anos, é casado com a médica Terezinha Mandetta e possui três filhos: Marina, Pedro Henrique e Paulo Henrique.

A carreira profissional teve início no Hospital Geral do Exército, de onde seguiu para atuar na Santa Casa de Campo Grande integrando quadro clínico e de conselheiros. Já no Hospital Universitário da UFMS (Universidade Federal de Campo Grande) atuou como médico adjunto e professor de pós-graduação, além de ter assumido a presidência da Unimed (2001-2004) e posteriormente vaga de conselheiro, por quatro anos, no CRM-MS (Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul).

Na política ingressou em 2005, durante a gestão do ex-prefeito Nelsinho Trad (PMDB), para comandar a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde). Foi presidente da Junta Interventora da Santa Casa, com o objetivo de evitar o fechamento do hospital, assim como estruturou sistema de combate a dengue em 2007. Em sua gestão, também foi criado o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e a implantação do Centro de Referência da Saúde do Homem.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions