A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 24 de Agosto de 2017

19/01/2015 09:04

Reinaldo diz que redução de impostos só após equilibrar as contas neste ano

Kleber Clajus
Reinaldo diz que redução de impostos só após equilibrar as contas neste ano

Incentivos fiscais e redução de tributos serão anunciados pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) somente após o equilíbrio das contas do Estado, disse hoje (19) o tucano em entrevista a FM Capital. A medida considera despesas empenhadas e não liquidadas por seu antecessor, dívida ativa a ser recuperada de R$ 5,4 bilhões e o passivo de obras inacabadas que supera R$ 500 milhões.

“Não tenho dúvidas que feito o equilíbrio fiscal aqui no Mato Grosso do Sul nós vamos deslanchar ações importantes das desonerações que precisam ser feitas”, pontuou Reinaldo, durante entrevista ao programa Tribuna Livre.

Em estudo pela equipe da Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda) está a redução de 17% da incidência do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços) no preço do óleo diesel. A alíquota, conforme o governador, seria fruto de estudo do Sindicato Nacional dos Distribuidores que buscam estabelecer um patamar nacional.

“Tenho certeza que teremos espaço para diminuição no diesel para ter competitividade do setor de transporte da produção e para o Estado não ser barriga de aluguel onde caminhões trafegam e não abastecem”, defendeu.

Reinaldo ainda relembrou decreto de André Puccinelli (PMDB) que ampliou o teto do Super Simples, destinado a micro e pequenas empresas, de R$ 1,8 milhão para R$ 2,520 milhões. A medida reduz arrecadação mensal de R$ 1,5 milhão aos cofres estaduais, porém assegura maior competitividade as empresas.

Também enfrenta pressão dos professores, que devem ter reajuste de 25,42% nos salários conforme lei aprovada pelo peemedebista em dezembro de 2013. O tucano começou as negociações com a Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) na semana passada e informou que o aumento pode elevar a folha de pagamento em R$ 27 milhões por mês. 

Justiça Federal determina que bens de ex-prefeita sejam bloqueados
Cinco pessoas, entre elas a ex-prefeita de Três Lagoas, Márcia Moura, estão na lista em que a Justiça Federal determina o bloqueio de bens sob acusaç...
Maia diz que retomará votação sobre reforma política na próxima terça-feira
Após dar início à votação da Proposta de Emenda Constitucional da reforma política, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), encerrou a sessão ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions