A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Agosto de 2017

26/02/2015 10:50

Reinaldo não vai cancelar inspeção veicular, mas promete reduzir valor

Michel Faustino e Leonardo Rocha
Segundo Azambuja taxa que hoje é de R$ 103, 45 poderá ser reduzida. (Foto: Marcelo Calazans)Segundo Azambuja taxa que hoje é de R$ 103, 45 poderá ser reduzida. (Foto: Marcelo Calazans)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) declarou na manhã desta quinta-feira (26) durante lançamento do 4º Congresso Florestal de Mato Grosso do Sul, no auditório da Casa da Indústria, que a obrigatoriedade para inspeção veicular anual será mantida, no entanto, será feito um estudo para reduzir o valor da tarifa que hoje é de R$ 103,45.

Azambuja explicou que a inspeção veicular em Mato Grosso do Sul foi instituída por meio de portaria publicada em dezembro do ano passado pelo Detran (Departamento Estadual de Trânsito de MS) obedecendo exigência do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), que prevê a adesão da nova regra em até 10 anos. “Essa nova regra já está sendo seguida por alguns estados há mais de cinco ano”, completou.

Apesar de reconhecer que a nova regra gera revolta em muitos condutores descontentes com mais uma taxa a ser paga, Azambuja afirma que a portaria será mantida, no entanto, o valor da taxa para o serviço poderá ser reduzido. Segundo ele, há ainda a possibilidade da implantação de mais pontos de atendimentos para “agilizar” o serviço.

“Vamos fazer esse estudo para tentar reduzir o valor da taxa e também ver a possibilidade de instalar novos locais para realização de serviço, para não ficar concentrado somente no Detran e diminuir às filas”, disse.

Preço do serviço - Atualmente, a revisão custa R$ 103,45 para procedimento feito dentro do pátio do Detran de cada cidade. Se o condutor optar em fazer a vistoria em uma das oito ECVs (Empresas Credenciadas de Vistoria) de Campo Grande, o valor sobe para R$ 120.

A nova regra exige que todo motorista com veículos fabricados até 2009 precisa fazer a vistoria antes de pagar o licenciamento, que tem o vencimento definido conforme o número final da placa.

Convocação - A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul pretende convocar o diretor do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), Gerson Claro Dino, para esclarecer a cobrança da taxa O convite partiu do deputado Marquinhos Trad (PMDB) que solicitou também a revogação da cobrança e devolução do dinheiro aos motoristas que já efetuaram o pagamento.

 




Na verdade só existe um estado brasileiro que realiza a inspeção anual para fins de licenciamento obrigatório, é o Rio de Janeiro. Além disso, no RJ a taxa de inspeção já está incluída no valor do licenciamento que é de aproximadamente R$ 100,00. Assim, nós ficaremos numa situação pior que a do RJ, pois teremos que pagar R$ 103,45 de taxa de inspeção e ainda R$ 110,28 pela taxa de licenciamento, ou seja, R$ 213,73 no total - um absurdo!!!! Além disso, a regra de inspeção veicular exigida pelo Denatran está na Resolução 84/98, ou seja, já se passaram bem mais que 10 anos e só 1 estado está cumprindo, ou seja, não é tão importante/urgente assim. Outro ponto, é que essa resolução estabelece que a inspeção veicular teria abrangência nacional e poderia ser feita em qualquer estado brasileiro.
 
Christian em 26/02/2015 18:21:04
Acharam uma forma de arrancar dinheiro de quem tem carro mais velho, isso é um completo absurdo, o governador está desinformado, emplaquem seus veiculos nos estados vizinhos, São Paulo e Paraná não tem vistoria anual de carro antigo, é só emplacar em outro estado, já que o nosso estado quer arrancar o couro do cidadão, vamos dar dinheiro de IPVA para os vizinhos, afinal a gente paga IPVA todo ano e nosso asfalto é dos piores do país, principalmente em Campo Grande que tem mais buraco do que asfalto e tudo que é gasto para o recapeamento acaba sendo desviado e as empresas contratadas não gastam nem o asfalto para recapear.
 
Max em 26/02/2015 14:42:32
Inspeção veicular é um procedimento totalmente distinto, é complexo e realizado por um profissional da área (ex. emissão de gases poluentes, freios, suspensão, dirigibilidade entre outros) e ao final emiti um certificado de segurança veicular. O que estão fazendo no DETRAN é apenas vistoria ao que se refere aos equipamentos obrigatórios e de segurança que é realizado nas fiscalizações diárias pelos agentes de trânsito. Taxa totalmente desnecessária.
 
CHICO em 26/02/2015 12:01:51
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions