ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SÁBADO  15    CAMPO GRANDE 22º

Política

Rose diz que entrada de Reinaldo inviabiliza seu nome na disputa pelo PSDB

Afirmação foi dada diante da disputa interna entre os deputados federais Beto Pereira e Rose Modesto pelo comando regional do PSDB

Por Danielle Valentim e Leonardo Rocha | 18/03/2019 10:01
Rose Modesto participa nesta manhã de uma audiência pública sobre cotas partidárias e a participação efetiva das mulheres na política, na Câmara Municipal de Campo Grande.(Foto: Leonardo Rocha)
Rose Modesto participa nesta manhã de uma audiência pública sobre cotas partidárias e a participação efetiva das mulheres na política, na Câmara Municipal de Campo Grande.(Foto: Leonardo Rocha)

A deputada federal Rose Modesto (PSDB) afirmou nesta segunda-feira (18) que se o partido colocar o governador Reinaldo Azambuja na disputa da presidência do PSDB entenderá como um “não” do partido.

Os deputados federais Beto Pereira (PSDB) e Rose Modesto (PSDB), travam uma disputa interna, pelo comando regional do PSDB, em Mato Grosso do Sul e como os não entram em consenso, há a possibilidade de o partido colocar Reinaldo como presidente, na eleição do diretório estadual, que vai ocorrer em abril.

A deputada participa nesta manhã de uma audiência pública sobre cotas partidárias e a participação efetiva das mulheres na política, na Câmara Municipal de Campo Grande.

À imprensa ressaltou o apoio ao governador, caso ele queira assumir o partido. “Se o governador quiser assumir o partido ele tem meu apoio já que é a nossa maior liderança no Estado, além de uma das principais a nível nacional”, frisou.

No entanto, a tucana pontuou que se a entrada do governador na disputa se resume a evitar a disputa entre ela e Beto Pereira, ela entenderá com um “não” do PSDB para ela.

“Nunca iria disputar a liderança do partido com o governador, mas se ele entrou em função da disputa eu vou entender como um ‘não do PSDB para mim’”, disse.

Disputa – Tanto Beto quanto Rose colocaram os nomes à disposição dos filiados e já estão na articulação, para eleição do diretório estadual, que vai ocorrer em abril.

A informação foi repassada pelo líder do PSDB na Assembleia, o deputado Rinaldo Modesto (PSDB).

Beto Pereira é o atual presidente estadual da legenda, cargo que ele assumiu em novembro de 2017. Ele já avisou que pretende continuar no cargo, por mais dois anos, buscando a reeleição.
A frente do partido, Beto teve como principal missão organizar os tucanos para eleição de 2018, colocando a reeleição do governador Reinaldo Azambuja (PSDB), como prioridade.

O PSDB conseguiu eleger dois deputados federais, cinco estaduais, além de continuar a frente da gestão estadual.

Já Rose Modesto desde o último pleito, tinha interesse de ser a presidente regional, mas naquela oportunidade, resolveu abrir mão da candidatura, para que o partido tivesse um acordo. Devido este cenário, busca agora o apoio dos demais aliados, para que então assuma o comando estadual.

O calendário de convenções do PSDB começa em março, com a definição dos diretórios municipais. Depois a disputa regional será entre 12 a 15 de abril. Já o novo comando nacional da legenda será em maio. Apesar do partido ter perdido espaço em nível federal, no Mato Grosso do Sul foi a legenda que mais cresceu nos últimos anos.