A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

04/08/2016 10:46

Sem aliados e com 'trauma' de vice, Bernal pode buscar solução caseira

Prefeito não cita nomes, mas admite que indicação para compor a chapa do PP pode sair do próprio partido

Waldemar Gonçalves e Mayara Bueno
Prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal, em agenda manhã desta quinta-feira (Foto: Fernando Antunes)Prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal, em agenda manhã desta quinta-feira (Foto: Fernando Antunes)

Sem aliados, o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), pode ser obrigado a buscar dentro de sua legenda o candidato a vice em sua chapa pela reeleição. Depois de vários dias longe dos holofotes, o chefe do Executivo Municipal reapareceu nesta quinta-feira (4), quando fez o lançamento do novo Portal da Transparência da Capital.

Bernal não tem boas recordações com relação ao vice. Gilmar Olarte, na época do mesmo partido, foi escalado de última hora em 2012 e, dois anos mais tarde, tomou o lugar do titular em uma cassação colocada sob suspeita.

Agora, Bernal não tem uma lista de partidos para compor com ele a chapa pela reeleição. PPS e PDT, dois eventuais aliados de outrora, aninharam-se à candidatura de Rose Modesto (PSDB).
Nesta manhã, o prefeito falou que a solução pode ser caseira mais uma vez, mas não citou nomes. “Se não fecharmos aliança, o partido tem quadro suficiente para preencher a chapa”.

A convenção do PP está marcada para amanhã, último dia do prazo dado pela Justiça Eleitoral. “Vamos propor a sequência do nosso mandato”, diz Bernal, falando que pediu para o partido também sugerir outros nomes – mais uma vez, não citou quais.

Em relação aos aliados, não há definições também, por enquanto. “(O vice) Pode ser de dentro do partido ou de algum outro que queira integrar nosso projeto progressista. Não estamos fechando as portas para ninguém”, diz Bernal.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions