A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 20 de Agosto de 2017

09/04/2016 17:14

Servidores estaduais já podem agendar data para fazer o censo

Paulo Yafusso
Jorge Martins, presidente da Ageprev: quem não participar do censo terá os benefícios bloqueados (Foto: Arquivo)Jorge Martins, presidente da Ageprev: quem não participar do censo terá os benefícios bloqueados (Foto: Arquivo)

Os servidores públicos estaduais ativos e inativos vinculados a previdencia estadual, a MS-Prev, já podem agendar a data para participar do censo obrigatório, que começa no próximo dia 18 para os que atuam em Campo Grande. Quem não atualizar o seu cadastro na Ageprev (Agência de Previdência Social de Mato Grosso do Sul) terá o benefício bloqueado assim que for concluído o censo, no final de julho deste ano. O sistema de agendamento online começou a funcionar no último dia 5.

O presidente da Ageprev, Jorge Martins, alerta que o censo é obrigatório e presencial e atinge todos os estados e municípios que possuem regime previdenciário próprio. O Ministério da Previdência determina que essa atualização seja feita a cada 5 anos. Em Mato Grosso do Sul o último censo foi em 2009. Cerca de 66 mil servidores devem fazer o recenseamento.

Todos os servidores civis e militares da ativa ou inativo, aposentados e pensionistas terão que participar do censo. Ficam excluídos dessa obrigatoriedade os servidores exclusivamente comissionados (que não fazem parte do quadro efetivo), os que são regidos pela CLT, os temporários, estagiários e bolsistas. Em Campo Grande o censo começa dia 18 e vai até 3 de julho. Nos demais municípios, de 13 de junho a 29 de julho. Como o censo é presencial, não é possível passar procuração para outra pessoa procurar a Ageprev para atualizar o cadastro.

Martins afirmou que não é obrigatório o agendamento, mas ele agiliza o procedimento. “Pode ocorrer do servidor procurar um dos 26 locais de funcionamento da Ageprev e chegar lá ter mil pessoas para serem atendidas”, explicou. Com o agendamento, ele já tem a garantia que será atendido. Para isso, ele só precisa acessar o endereço eletrônico www.censo.ms.gov.br e lá, além do agendamento, ele esclarece todas as dúvidas sobre o assunto.

Segundo ele, a Ageprev já vem realizando também uma atualização no cadastro e no ano passado foi detectada várias situações que precisam ser resolvidas e até algumas irregularidades, como a de um servidor que morreu em 2005 mas que até o ano passado alguém estava sacando o benefício. Jorge Martins disse que em todos os casos de irregularidade, o benefício é bloqueado logo que for detectado.

Na previdência estadual existem cadastrados 21.066 servidores aposentados e 4.081 pensionistas. Com o pagamento dos benefícios, o gasto chega a R$ 149 milhões e para cobrir o deficit o governo e os outros poderes arcam mensalmente com R$ 80 milhões.

Ageprev suspende benefício de mais 119 aposentados
A Ageprev (Agência de Previdência Social de Mato Grosso do Sul) suspendeu os benefícios de mais 119 aposentados e pensionistas que não fizeram atuali...
Entenda o que é o fundo de campanha e como pode ficar o financiamento eleitoral
Desde que a doação eleitoral por empresas foi proibida pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em 2015, os políticos tentam encontrar uma outra forma de...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions