A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

19/05/2009 12:40

Sete partidos não tiveram despesas em ano de eleição

Redação

Sete partidos políticos, incluindo-se os grandes, informaram à Justiça Eleitoral que não tiveram gastos administrativos nem operacionais no ano passado em Campo Grande.

Apesar de ter sido eleição para escolher os vereadores e o prefeito da cidade, DEM, PP, PRB, PDT, PV, PSB e PTB informaram que não tiveram gastos em 2008, conforme edital publicado pelo juiz da 8ª Zona Eleitoral, Mário Eduardo Fernandes Abelha.

Contudo, estes partidos conseguiram eleger vereadores no ano passado, sendo dois do PDT, dois do PP, um do DEM, um do PSB e um do PV.

Até o PSTU, que lançou a candidatura de Suél Ferranti da Silva à prefeitura, informou ter gasto R$ 6,539,33. Toda a arrecadação foi proveniente de doações. O PCdoB, que indicou o candidato a vice-prefeito na chapa de Pedro Teruel (PT), informou ter tido despesa de R$ 100 em 2008. O dinheiro foi proveniente de pessoa física.

O PSDB, que apoiou a reeleição do prefeito Nelsinho Trad (PMDB) e elegeu três vereadores, informou ter movimentado R$ 15.235,18 em 2008. Da arrecadação obtida por meio de doações de pessoas físicas, só restou R$ 127,89 no caixa tucano para este ano.

Já o PR, que elegeu dois vereadores, teve orçamento de R$ 3.626,33 no ano passado. O Partido da República deixou R$ 326,60 em caixa para este ano.

O maior orçamento, conforme os editais publicados hoje, foi apresentado pelo PMDB, que arrecadou R$ 254.634,59 no ano passado. Além de reeleger o prefeito, o partido conseguiu formar uma bancada de quatro parlamentares na Câmara Municipal. O partido só conta com R$ 1.471,11 em caixa para este ano. A maior parte da receita, R$ 248,3 mil, é proveniente de doações de filiados.

A prestação de contas é apenas dos partidos. Não considera o valor movimentado pelos candidatos, que já tiveram as contas analisadas pela Justiça Eleitoral.

Assembleia recebe prestação de contas e fará limpeza de pauta antes do recesso
A última semana de trabalho do Poder Legislativo de Mato Grosso do Sul em 2017 será aberta com a audiência pública para prestação de contas do govern...
Assembleia vota prorrogação de adesão a fundo que regula incentivos fiscais
A prorrogação até 30 de dezembro do prazo para que empresas beneficiadas com incentivos fiscais concedidos pelo governo do Estado se inscrevam no Fad...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions