A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

06/04/2018 11:51

STJ nega 1 e avalia 3 pedidos de liminares "independentes" a Lula

O juiz federal Sérgio Moro decretou a prisão de Lula e deu prazo para que ele se apresente até às 17h desta sexta-feira

Aline dos Santos
Lula posa para foto como militantes, na noite desta quinta-feira, no Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo (SP) (Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação)Lula posa para foto como militantes, na noite desta quinta-feira, no Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo (SP) (Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação)

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) recebeu cinco pedidos de habeas corpus na tentativa de livrar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) da prisão. Um é da defesa oficial do ex-presidente e outros quatro de iniciativas independentes. Conforme consulta ao site do STJ, todos os pedidos estão com o ministro Félix Fischer, relator dos processos da Lava Jato.

Na manhã de hoje, foi negado o primeiro habeas corpus, que deu entrada ontem (dia 5) e solicitado por Altair de Souza Melo. Os demais pedidos estão prontos para a decisão, esperada para as próximas horas.

Ontem, o juiz federal Sérgio Moro decretou a prisão de Lula e deu prazo para que ele se apresente até às 17h desta sexta-feira (horário do Paraná) na PF (Polícia Federal de Curitiba). A oportunidade de apresentação voluntária é “em atenção à dignidade” do cargo que ocupou. Foi proibida a utilização de algemas.

A defesa oficial de Lula argumentou que ainda há recursos a serem analisados pelo TRF 4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região). Em julho do ano passado, Lula foi condenado por Moro a nove anos e seis meses de prisão.

Em janeiro deste ano, o TRF4 aumentou a pena para 12 anos e um mês na ação penal do triplex do Guarujá (SP), na operação Lava Jato. Ele recorreu ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) e STF (Supremo Tribunal Federal).

Na quarta-feira (dia 4), com placar de 6 a 5, o Supremo negou habeas corpus, permitindo a prisão após a condenação em segundo grau. Lula está no sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo (SP).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions