ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 23º

Interior

MST bloqueia BR-262 e BR-267 em protesto contra prisão de Lula

PRF orienta os motoristas que pretendem viajar nesta sexta-feira (6) que evitem trechos que são alvo dos sem-terra

Por Ricardo Campos Jr. | 06/04/2018 08:00

Grupo de sem-terra, que seria ligado ao MST (Movimento Sem-Terra), está bloqueando o trecho da BR-262 perto do trevo que dá acesso a Dois Irmãos do Buriti, localizado a 83 km de Campo Grande. Um outro grupo, também do Movimento Sem-Terra, está impedindo a passagem de veículos na BR-267, no distrito de Casa Verde, em Nova Andradina.

Segundo informações preliminares, eles protestam contra a prisão do ex-presidente Luis Inacio Lula da Silva. A Polícia Rodoviária Federal acompanha a situação, aparentemente sem nenhuma intervenção. A recomendação da polícia, aos motoristas que necessitam viajar para aquela região nesta sexta-feira (6), é que deixem para sair da Capital somente após o almoço, já que pela experiência da corporação, manifestações desse tipo não costumam prosseguir durante a tarde.

A corporação alerta, porém, para que quem estiver se deslocando e identificar filas, tenham bastante cuidado, observando, por exemplo, a distância de segurança do carro à frente quando chegar a uma fila.

Prisão - O juiz federal Sérgio Moro determinou nesta quinta-feira a prisão de Lula, condenado em duas instâncias da Justiça no caso do triplex de Guarujá (SP). A pena é de 12 anos e 1 mês de prisão, com início em regime fechado.

O magistrado pede que o ex-presidente se apresente voluntariamente à PF (Polícia Federal) em Curitiba, onde uma sala foi reservada para a detenção, já que pela dignidade do cargo que ele ocupou não faria sentido ele ser colocado junto com os demais presos até mesmo para a própria segurança do réu.

A defesa de Lula tentou evitar a prisão com um habeas corpus preventivo no STF (Supremo Tribunal Federal), pedindo para que a pena fosse cumprida após o trânsito em julgado da sentença. Porém o recurso foi negado na quinta-feira, depois de 11 horas, por 6 votos a 5.

Com a decisão, o STF permitiu que Lula comece a cumprir pena no caso do triplex em Guarujá após encerrados os recursos no TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região).

Advogados de Lula ainda tentam manter o ex-presidente livre, com um pedido de habeas corpus feito so STJ (Superior Tribunal de Justiça).

(Matéria editada às 8h47 para acréscimo de informação)

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário