A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

03/03/2010 10:52

Trad não crê em prejuízo político com estragos da chuva

Redação

Em meio a um cenário de caos que atinge áreas nobres de Campo Grande e que tem provocado críticas severas ao sistema de drenagem e às regras de ocupação do solo, o prefeito Nelsinho Trad Filho (PMDB) rejeita a idéia de que os problemas enfrentados pela cidade possam trazer prejuízo para seus planos políticos futuros.

"Nenhum", respondeu o prefeito ao ser indagado sobre o risco de que os estragos provocados pela chuva em Campo Grande possam acabar respingando em sua imagem política, nas batalhas eleitorais que for enfrentar daqui para frente. Trad Filho, cujo próximo interesse seria o Senado, disse que encara a situação adversa como um "desafio" a ser enfrentado.

Ele afirma que os adversários políticos terão pouco a dizer quando for época de disputa eleitoral. "Até eles começarem a falar já vai estar tudo pronto".

Trad Filho tem pregado o discurso da união entre bancada e governos para resolver o problema. Na segunda-feira, quando deu entrevista coletiva para falar dos estragos sofridos no sábado, ele reuniu em torno de si uma boa parte da bancada de vereadores, dois senadores (Walter Pereira (PMDB) e Delcídio do Amaral (PT), além de uma parte considerável dos deputados federais.

Amanhã, segue para Brasília, onde busca recursos junto ao Ministério da Integração para a recuperação da cidade. O prefeito deve levar em mãos o decreto de situação de emergência, já homologado pelo governador André Puccinelli (PMDB).

Os problemas decorrentes da chuva, que tem sido recorrentes em Campo Grande, se agravaram neste Verão. Em dezembro, uma cratera foi aberta em uma das principais avenidas da cidade, a Ceará, interrompendo o tráfego de veículos e enfeiando uma região repleta de casas de alto padrão.

No sábado passado, a situação se agravou, após uma chuva de 88 milímetros deixar um rastro de prejuízos novamente centralizados em bairros nobres da cidade, ao longo da avenida Via Parque, da Ricardo Brandão, da Fernando Correia da Costa, da Afonso Pena e da Ernesto Geisel, em frente a um shopping em implantação.

Marun ainda quer votar relatório da JBS antes de posse no ministério
Na véspera de ser empossado como ministro da Secretaria de Governo, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), relator da Comissão Parlamentar Mista de Inqué...
Senado aprova R$ 1,9 bi a estados para compensar desoneração de exportações
Após suspender a sessão do Congresso Nacional, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), retomou os trabalhos do plenário da Casa com o obj...
Temer discutirá data de votação da reforma da Previdência nesta quinta
O anúncio do líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), de que a votação da proposta de reforma da Previdência ficará para fevereiro causou r...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions