A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

03/11/2010 15:33

Valter diz que não deixa PMDB e não se "move" por cargos

Redação

O senador Valter Pereira, que conclui seu mandato no fim deste ano, garantiu hoje que, por enquanto, não pensa em deixar o PMDB, apesar do mal estar criado após a sua derrota nas previstas internas do partido.

Depois de ser derrotado dentro do partido por Waldemir Moka, Valter rompeu com o governador André Puccinelli (PMDB) e decidiu subir no palanque de Zeca do PT.

Mesmo com todos estes problemas, e com a mudança de rumo partidário de seu filho, Beto Pereira, o senador não pensa em se abrigar em uma nova sigla.

"Por enquanto vou ficar do jeito que estou", enfatizou. Beto Pereira, que é prefeito de Terenos e presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), também disse hoje ao Campo Grande News que ainda não definiu seu futuro político.

Certamente os dois devem se abrigar na mesma sigla. Valter chegou a ser convidado para presidir o PSB em Mato Grosso do Sul, mas as negociações não prosperaram.

Questionado sobre o incômodo que pode enfrentar permanecendo no PMDB após tantas crises, Valter disse que não se sentirá mal por ter apenas obedecido a orientação nacional do partido, que foi o apoio ao PT.

Cargos federais

Reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, diz Meirelles
A reforma da Previdência deve ser votada na semana que vem, de acordo com o ministro da Fazenda Henrique Meirelles. A declaração foi dada na noite de...
Quanto mais reforma demorar, mais dura será correção, diz ministro
Caso o governo não consiga aprovar a reforma da Previdência ainda este ano, conseguirá em 2018, disse hoje (11) o ministro do Planejamento, Dyogo Oli...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions