A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Março de 2019

07/11/2018 13:14

'Vamos reconstruir o partido", diz André em bilhete a deputado

Bilhete foi enviado a Paulo Siufi (MDB), que foi até o presídio, mas não conseguiu falar com Puccinelli

Leonardo Rocha
André Puccinelli no Centro de Triagem Anísio Lima (Foto: Arquivo)André Puccinelli no Centro de Triagem Anísio Lima (Foto: Arquivo)

O ex-governador André Puccinelli (MDB), preso no Complexo Penal de Campo Grande, enviou um bilhete ao deputado Paulo Siufi (MDB), dizendo que pretende "reconstruir o partido", após as derrotas eleitorais. O parlamentar foi até o local, dias atrás, para contar que recebeu um convite de outra legenda. 

Siufi explicou que não conseguiu entrar no local, porque só pode visitar Puccinelli advogados ou familiares. Por isso enviou um bilhete explicando a situação. Logo depois recebeu a resposta do ex-governador, que pediu justamente para ele não deixar a legenda. Depois desta consulta, o parlamentar decidiu aguardar a saída (prisão) de André para definir futuro.

“Vou deixar este convite (trocar de partido) para trás, o momento é de aguardar o André (Puccinelli), entendo que a legenda precisa de mudanças e renovações, esperamos um novo ciclo”, explicou. Ele ainda revelou que deve ocorrer uma reunião das principais lideranças do partido para avaliar o cenário e programar a legenda para o ano que vem. 

Cenário - O partido perdeu as eleições ao governo e Senado Federal, elegendo apenas três deputados estaduais, além de ficar sem representante na bancada federal. A legenda apostava em Puccinelli para disputa estadual, no entanto ele foi preso no dia 20 de julho, em decorrência da Operação Lama Asfáltica.

A senadora Simone Tebet (MDB) foi a escolhida para substituí-lo, mas desistiu do pleito após as convenções. A missão caiu no colo de Junior Mochi, que encarou o desafio e terminou na terceira colocação. No segundo partido a legenda apoiou o candidato Odilon de Oliveira (PDT), que também foi derrotado nas urnas.

Futuro – O deputado Márcio Fernandes (MDB) anunciou hoje (07), que pretende concorrer a prefeitura de Campo Grande, em 2020. Ele adiantou que o partido precisa continuar como “protagonista” e ter candidato próprio na próxima eleição, colocando seu time à disposição. “Temos um legado e história na cidade, por isso precisamos disputar”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions