A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 27 de Abril de 2018

07/11/2011 12:36

Vander quer implantar experiências de outras administrações na Capital

Wendell Reis
Petista vai ouvir técnicos para pedir sugestões sobre alguns setores(Foto: Wendell Reis)Petista vai ouvir técnicos para pedir sugestões sobre alguns setores(Foto: Wendell Reis)

O Campo Grande News continua a série de entrevistas com os pré-candidatos a prefeitura de Campo Grande. As entrevistas têm o objetivo de ajudar a população e os partidos a definirem um candidato, uma vez que, algumas legendas ainda utilizam pesquisas para a escolha de seu representante e de alianças para a eleição em 2012, o que faz muitos candidatos passarem por duas eleições.

O deputado Vander Loubet (PT) quase passou pelo critério de pesquisa até ser escolhido como candidato do partido, mas conseguiu a façanha de unir na sua campanha os líderes Delcídio Amaral e Zeca do PT, o que lhe garantiu a pré-candidatura pelo partido.

O pré candidato do PT as eleições da Capital revela que está se reunindo com entidades e sindicatos para pedir sugestões e construir um programa de governo. Vander lembra que pretende focar na mobilidade urbana, transporte coletivo, saúde e segurança. Para conseguir estabelecer o melhor caminho, Vander pretende ouvir técnicos e se possível aproveitar experiências de outras administrações, incluindo de outros partidos, para apresentar ao campo-grandense.

O pré-candidato petista quer saber se é possível manter a qualidade de vida no trânsito da Capital, que segundo ele já se aproxima dos grandes centros; verificar a possibilidade de diminuir o custo da tarifa de ônibus, como ocorre em Fortaleza, onde a passagem é uma das mais baratas do País; reorganizar o atendimento na Saúde e reduzir o índice de violência na Capital. Para resolver os problemas, Vander também pretende utilizar melhor o orçamento e descentralizar a administração, criando as subprefeituras, para aproximar a população.

Vander explica que até o mês de dezembro estará concentrado em três frentes: A primeira missão é convencer filiados a se candidatarem, para construir uma chapa forte. Em seguida, construir um plano de governo, para depois conversar com partidos da frente de oposição, que em princípio seriam PDT, PSB, PSL e PP.

O candidato explica que até março os partidos devem analisar o cenário para definir se é melhor lançar candidatura única da oposição ou diversas candidaturas. Porém, estas definições também dependeram de candidaturas como a dos deputados federais Luiz Henrique Mandetta (DEM) e Reinaldo Azambuja (PSDB), consideradas positivas pela oposição.



Acorda cara você foi eleito o pior deputado federal sem nenhum projeto convincente, isso é uma vergonha para o ms. agora quer ser prefeito da um tempo.
 
Nilson André em 15/11/2011 08:54:55
Essas subprefeituras deve ser é mais cabide de emprego para cabos elitorais do PT
 
Francisco de Souza Fernandes em 08/11/2011 12:43:49
Campo Grande, cidade morena de gente bonita, cidade que cresce, necessita de um administrador que olhe para o desenvolvimento a medida que deva acontecer, não se esquecendo do trabalhador que precisa de um transporte coletivo de custo menor, seguro e ágil, de saude publica com profissionais, o cidadão campograndense merece mais respeito.
 
Marcos Nogueira em 07/11/2011 06:44:53
Fica tranquilo Vander, falavam a mesma coisa para o Lula. Precisamos de ideias novas, de gente nova e de administração democrática.
 
Gilberto dos Santos em 07/11/2011 04:36:47
Acorda Vander, Campo Grande tem sido referência para outras cidades. Nem sempre o que uma cidade faz serve para a outra. Talvez em Porto Murtinho de certo. É difícil para quem nunca trabalhou na parte executiva de uma capital, sem experiência dar opiniões, pois, no legislativo onde ele está tem pouca experiência.
 
Jorge Luiz Antônio em 07/11/2011 03:50:27
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions