ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  19    CAMPO GRANDE 30º

Política

Veja quais pré-candidatos da Capital despertam mais interesse no Google

Dos 15 pré-candidatos à prefeitura da Capital, sete são os mais pesquisados

Por Guilherme Correia | 22/09/2020 09:37
Pesquisa feita no principal mecanismo de busca da internet, o Google (Foto: Guilherme Correia)
Pesquisa feita no principal mecanismo de busca da internet, o Google (Foto: Guilherme Correia)

Com as eleições municipais marcadas para daqui dois meses, o interesse do eleitor sobre os pré-candidatos também se manifesta no Google. Nos últimos 30 dias, conforme dados da plataforma Google Trends, 7 na disputa em Campo Grande tiveram os nomes mais pesquisados.

Dentre os 15 pré candidatos, eles apareceram na lista encabeçada pelo atual prefeito da Capital, Marquinhos Trad (PSD), com frequência de 25% nos assuntos. A taxa de frequência representa qual pré-candidato foi o mais pesquisado dentre todos os relacionados pela reportagem. Isso significa que 1 em cada 4 usuários que se interessou pelo assunto procurou no mecanismo. digitou  “Marquinhos Trad”.

Seguido dele, com 1/3 do primeiro lugar, aparece o pré-candidato Loester Carlos (PSL), na segunda posição em pesquisa, com o nome político “Loester Trutis”, pelo qual o deputado federal é mais conhecido.

Na terceira posição, está o promotor de justiça Sérgio Harfouche (Avante), com 5% de frequência. Ele é um dos estreantes nesse disputa. Após ser candidato a senador, este ano enfrenta pela primeira vez a briga pela prefeitura de Campo Grande.

Como foi alvo significativo de busca, o Google aponta quais os termos relacionados a Marquinhos. No caso dele, aparecem "advogado, entrevista, decreto, prefeito do Brasil, prefeito e o nome do irmão, o senador Nelson Trad Filho. Além desses, oito pré-candidatos não foram relacionados nos dados de pesquisas por apresentarem taxa proporcional menor a zero. São eles: Dagoberto Nogueira (PDT), Sidneia Tobias (Podemos), Cris Duarte (PSOL), João Henrique Catan (PL), Thiago Assad (PCO), Guto Scarpanti (Novo), Márcio Fernandes (MDB) e Paulo Matos (PSC).

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário