ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SEXTA  28    CAMPO GRANDE 21º

Política

Vereador diz que Bernal "mandou Papai Noel embora" de Campo Grande

Vereador diz que Bernal quer deixar Capital “mal assombrada”

Por Leonardo Rocha | 28/10/2013 09:41
Chiquinho diz que Bernal irá "matar" fantasia de crianças e prejudicar população que frequentava o local (Foto: Divulgação)
Chiquinho diz que Bernal irá "matar" fantasia de crianças e prejudicar população que frequentava o local (Foto: Divulgação)

O vereador Chiquinho Telles (PSD) criticou, na manhã de hoje, a demolição da Casa do Papai Noel e de parte da Cidade do Natal, que foi comandada pessoalmente, ontem, pelo prefeito Alcides Bernal (PP). Ele disse que as crianças estão ligando para o programa de rádio para perguntar "se mandaram Papai Noel embora de Campo Grande".

Ele também criticou as declarações do prefeito, feitas hoje de manhã, de que a Cidade do Natal é espaço para “brincadeira de poderoso”. "O prefeito quer transformar Campo Grande em uma cidade mal assombrada", acusou. 

“Estou indignado com esta decisão e com suas declarações, aquele local era frequentado por mais de 250 mil pessoas de toda cidade, assim ele mata a fantasia das crianças, tira a magia dos adultos e torna Capital uma cidade mal assombrada”, destacou ele.

Segundo o vereador, o prefeito deveria ter decidido o que fazer com espaço bem antes ou deixar para mudar sua estrutura depois das festividades no final do ano. “Vai mudar uma tradição e um lugar que já era ponto turístico e atração para população? Só para causar impacto?”, questiona.

Chiquinho ainda revelou que crianças ligaram para seu programa de rádio perguntando se o “Papai Noel” foi mandado embora de sua casa ou se haviam “matado o “bom velhinho”. “Esta decisão prejudicou a população que gostava do local e ainda está afetando as crianças, temos que dar uma resposta a altura ao prefeito”, apontou.

Mudança – O prefeito Alcides Bernal declarou hoje em programa de rádio Refazenda, na FM 97,9, que mandou demolir a Cidade do Natal porque o espaço era “brincadeira de alguém poderoso” e aqueles que tinham interesse de “brincar de casinha”.

Ele ainda destacou que vai transformar o local em atividades sociais, culturais e esportivas que acontecerão durante todo o ano. “A estrutura atual era precária e frágil”.

Bernal afirmou ontem que o espaço não contará com licitação e a obra será feita em conjunto entre a Fundac (Fundação Municipal de Cultura) e Seinthra (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação), além de contar com o apoio da iniciativa privada e doações.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário