A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

10/12/2013 17:31

Vereador do PTB é convidado para Agetran, mas prefere fazer indicação

Josemil Arruda
Edson Shimabukuru diz que tem pretensões quando à Agetran, Emha ou Sedesc (Foto: arquivo)Edson Shimabukuru diz que tem pretensões quando à Agetran, Emha ou Sedesc (Foto: arquivo)

O vereador Edson Shimabukuru (PTB) admitiu há pouco que chegou a ser sondado para assumir a Agência Municipal de Trânsito (Agetran). “Gostariam que eu assumisse a Agetran, mas eu quero ser candidato a deputado estadual no ano que vem e eu não gostaria de parar meu trabalho nesse sentido”, afirmou o petebista, que também vem sendo procurado pelos articuladores políticos do prefeito Alcides Bernal (PP) para integrar a base de apoio ao governo municipal.

Shimabukuro disse que teve duas conversas com integrantes da gestão de Bernal. “Na primeira reunião participou o prefeito. Aí se falou, se conversou como se faria e cada um colocou suas ponderações”, explicou o vereador. “Num segundo momento, o secretário Pedro Chaves e o Athayde falaram comigo”, emendou.

Sem melindres, o vereador Edson Shimabukuro admite que quer “espaço na prefeitura” para apoiar Bernal. “Posso ajudar a administração, pois temos uma equipe que entende muito das questões de engenharia. Gostaria de trabalhar com a Emha, Agetran ou Sedesc”, confessou.

Edson Shimabukuro informou que depois das duas conversas teria ficado acertado que ele indicaria um nome. Contudo, não teria havido ainda essa indicação.

Indagado se sabe como ficará a participação de outros colegas vereadores que estão conversando com a equipe de Bernal, o vereador petebista respondeu: “Siufi parece que tem interesse na saúde, o Jamal no IMPCG. É pelo menos isso o que estou ouvindo. Pedra já teria até indicado o Dirceu Peters para a Emha”.

Para o petebista, é preciso se construir um clima de “paz” em Campo Grande. “Se houvesse um entendimento com a Câmara, o Bernal poderia fazer um bom trabalho”, finalizou.

 

 



Ei vereador Edson Shimabukuru quer dizer então que mesmo que o prefeito tenha cometido atos de improbidade administrativa, (como já disse a OAB, o MPE e a Comissão Processante) com motivos para ser cassado como manda a lei depois de devidamente apurados os fatos, ele entregando cargos aos, agora "aliados", perdoa-se os desmandos que supostamente ele tenha cometido, esquece-se o que diz a lei, e fica "tudo como d'antes no quartél de abrantes?"
 
Antonio Mazeica em 10/12/2013 22:36:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions