A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

03/09/2010 09:00

Vereador fala em medo de ser preso ao receber propina

Redação

O vereador Sidlei Alves (DEM), preso por receber propina pelo esquema de fraudes em licitações na prefeitura de Dourados, já falava em medo de ser preso no vídeo gravado pelo jornalista Eleandro Passaia, então secretário de Governo que denunciou as irregularidades.

A filmagem que revela Sidlei Alves recebendo propina, que variava de R$ 5 a R$ 20 mil, foi feita no dia 16 de junho, por volta das 14h.

Em um trecho da gravação, ele diz que esteve pela manhã "com o cara da empreiteira".

Sidlei também diz que precisa de dinheiro para pagar os vereadores José Carlos Cimatti (PSB), Júlio Artuzi (PRP) e Aurélio Bonatto (PDT). Depois, pede para Passaia repassar a ele todo o dinheiro a ser dado ao vereador Júnior Teixeira (PDT). Todos estão presos em Dourados.

Em outro trecho, Eleandro passaia questiona Sidlei sobre os acordos. "Estamos fechadinhos né?", pergunta.

Logo depois, o vereador fala sobre o medo de ser preso devido às propinas. "Se você for preso por isso, eu vou ser preso também", responde Passaia.

Em outra filmagem, o vereador Paulo Henrique Bambu (DEM) recebe R$ 10 mil a ser divididos com Bonatto. Ele aparece colocando o dinheiro em baixo da almofada.

A conversa abafada revela Passaia pedindo que o vereador seja mais flexível na Câmara, em relação a Artuzi. "Não faz isso não meu irmão, eu estou começando agora, eu entrei e os vereadores começaram a se revoltar. Olha a imagem como fica para o secretário de Governo", diz.

Dos 12 vereadores da cidade, oito estão presos por receber propina. Prefeito, primeira dama, Maria Artuzi, e mais quatro secretários municipais, também estão atrás das grades, além de empresários e advogados envolvidos no esquema.

Só da saúde, segundo Passaia, estavam sendo desviados cerca de R$ 2 milhões por mês.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions