A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Novembro de 2019

27/10/2019 11:11

Vereadores votam regulamentação do Autódromo Internacional nesta terça-feira

A proposta da Prefeitura foi enviada para a Câmara Municipal em setembro e foi discutida em audiência pública

Fernanda Palheta
Vereadores durante a sessão na última quinta-feira (24) (Foto: CMCG/Divulgação)Vereadores durante a sessão na última quinta-feira (24) (Foto: CMCG/Divulgação)

Os vereadores de Campo Grande votam, em regime de urgência, nesta terça-feira (29), projeto de lei n° 9.501/19, que detalha as novas regras para o uso do Autódromo Internacional de Campo Grande. A proposta da Prefeitura foi enviada para a Câmara Municipal em setembro e foi discutida em audiência pública.

A proposta será apreciada em discussão e votação única. Segundo o presidente da Casa de Leis, vereador João Rocha (PSDB), o texto recebeu emendas do Executivo e dos parlamentares. "As emendas ainda devem passar ser analisadas antes da votação, por se tratar de um assunto complicado", apontou o tucano na última quinta-feira (24).

O diretor-presidente da Funesp (Fundação Municipal de Esporte), Rodrigo Terra, explicou, durante a audiência pública realizada em setembro, que apesar de já existir um decreto, a Prefeitura identificou a necessidade do projeto. “Há uma demanda muito grande e o autódromo recebe eventos de grande impacto para a cidade. Chegou-se a conclusão que esse equipamento deveria ter uma regulamentação específica”, disse.

De acordo com o texto, a cobrança para a utilização do autódromo varia de R$ 50,00 até R$ 5 mil e os valores arrecadados serão obrigatoriamente empregados no desenvolvimento de políticas públicas de esporte e lazer.

Para os usuários a burocracia exigida para a realização de eventos no local foi apontada pelos usuários como o principal entrave.

Reajuste - O projeto de lei do Executivo que prevê aumento de 4,17% para os servidores municipais foi enviado nesta sexta-feira (25) para a Câmara de Campo Grande. Segundo o presidente a Câmara, vereador João Rocha (PSDB), será dado conhecimento da chegada do projeto na sessão de terça-feira (29).

“Vamos votar o mais rápido possível. Se for um projeto que contempla os servidores não vejo problema em ser votado em regime de urgência. Acredito que até o final da semana é possível colocá-lo em votação”, completou.

O reajuste previsto é o mesmo já concedido aos cerca de 6,5 mil professores da rede municipal, em acordo assinado em junho deste ano. Naquele período, foi acordado o pagamento escalonado, sendo 1% pago em outubro e 3,1386% em dezembro.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions