A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018

10/03/2015 11:53

Chuva atrasa plantio e produção de milho safrinha terá queda de 8,2%

Caroline Maldonado
Lavouras de milho renderam 8,2 milhões de toneladas em 2014, mas para esse ano estão previstas 7,57 milhões de toneladas (Foto: Arquivo/Cleber Gellio)Lavouras de milho renderam 8,2 milhões de toneladas em 2014, mas para esse ano estão previstas 7,57 milhões de toneladas (Foto: Arquivo/Cleber Gellio)

A produção agrícola de Mato Grosso do Sul deve ter leve queda neste ano em relação a de 2014. Levantamento realizado, em fevereiro, pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) prevê 14,6 milhões de toneladas, o que representa 1,5% de cereais, leguminosas e oleaginosas a menos. A estimativa caiu 0,2 % se comparada a previsão de janeiro desse ano e o milho é o produto mais prejudicado nessa safra.

A produção de milho deve cair 8,2 %, na comparação com o ano passado, quando as lavouras do grão renderam 8,2 milhões de toneladas. Para esse ano, espera-se 7,57 milhões de toneladas. A estimativa vem caindo nos últimos três levantamentos. A área teve uma redução muito tímida, de apenas 0,1 %, conforme a pesquisa.

Já a produção de soja em grão terá crescimento de 7,4 %, passando de 6,3 milhões de toneladas para 6,8 milhões de toneladas neste ano, segundo o IBGE. A área plantada cresceu 6,9 %, da safra anterior para a atual.

A colheita de soja no Estado, que deveria estar concluída, está com atraso em relação a safra passada, em função da interrupção no plantio, prejudicado pelas chuvas de outubro de 2014. O atraso da soja atrapalha o cultivo do milho safrinha, cuja área plantada é de 63 % do total previsto, segundo a Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul).

Houve atraso também nas lavouras de Mato Grosso, Paraná e Goiás, mas ainda assim espera-se que o rendimento médio no país seja 5,7% maior que em 2014, com colheita de 3.021 quilos de soja por hectares, ou seja, 50,4 sacas de 60 kg por hectare.

A produção de cana-de-açúcar, por sua vez, terá acréscimo de 3,5 %, saltando de 43 milhões de toneladas para 44,5 milhões de toneladas. A cultura conta também com aumento de área de 3,1 % da safra passada para a presente. Mesmo com a previsão de queda, Mato Grosso do Sul se mantém como quinto Estado com maior produção agrícola do país, respondendo por 7,3 % do total cultivado.

Brasil – A estimativa nacional aponta a produção de 199,6 milhões de toneladas, 3,5% superior à obtida em 2014, que foi de 192,8 milhões de toneladas. A previsão caiu 1,8 milhão de toneladas, ou seja, -0,9%, de fevereiro em relação a janeiro.

Quanto a área a ser colhida, espera-se 57,2 milhões de hectares, o que significa 1,5% a mais que a área colhida em 2014, de 56,3 milhões de hectares. Os principais produtos são arroz, milho e soja, que representam 91,5% da estimativa da produção e respondem por 85,3% da área a ser colhida.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions