A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

05/11/2011 11:23

Em MS, caravana "Mais Alimentos", começa hoje por Itaquiraí

Lourenço Canuto, da Agência Brasil (*)

Mais de 3 mil agricultores familiares deverão participar da primeira Caravana Mais alimentos deste ano, que começa hoje (5) em Mato Grosso do Sul e tem atividades marcadas até o próximo dia 10. A ação é orientada pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), em parceria com o governo do estado e órgãos estaduais ligados à agricultura.

O objetivo é levar aos pequenos, médios e grandes produtores informações de seu interesse. Eles vão conhecer também ofertas da Feira Tecnológica Itinerante, que mostrará o que há de mais moderno nessa área para o aumento da produção.

Haverá exposição de máquinas, equipamentos e implementos, que vão ser montados nos municípios. A mostra vai começar em Itaquiraí neste domingo (6), na Feira de Sementes Crioulas, no Kartódromo da cidade; continuando terça-feira (8) em Terenos, na Praça 51, e quinta-feira (10) em Coxim, no Sindicato Rural.

Esses municípios concentram mais de 12,5 mil agricultores com Declarações de Aptidão ao Programa Nacional da Agricultura Familiar (Pronaf). Eles estão aptos para realizar negócios pelo programa Mais Alimentos e para se beneficiar de linhas de crédito do Pronaf, de acordo com o MDA. O estado de Mato Grosso do Sul tem, entre os principais produtos da agricultura, o leite, a mandioca, o feijão, o milho e o arroz.

A Caravana Mais Alimentos deverá fechar negócios de até R$ 10 milhões este ano, segundo previsão do MDA, contra R$ 12 milhões de propostas fechadas no ano passado no estado de Mato Grosso, onde foi realizada.

Para o ministro do Desenvolvimento Agrário, Afonso Florence, a iniciativa é resultado de uma visão conjunta do governo e das representações da agricultura familiar em busca dos melhores caminhos para a produção sustentável. O segmento é hoje responsável por 70% dos alimentos que vão para a mesa dos brasileiros, lembrou Florence, em entrevista ao programa Bom Dia, Ministro, veiculado nessa sexta-feira (4) pela EBC Serviços, sob a coordenação da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República.

Ele destacou que o segmento é responsável também por 40% do valor bruto da produção agropecuária nacional e ocupa 74% da mão de obra no campo. O último Censo Agropecuário do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2006, identificou a existência de cerca de 4,3 milhões de estabelecimentos de agricultores familiares no Brasil, representando 88% dos estabelecimentos agropecuários em mais de 80 milhões de hectares.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions