A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

01/04/2014 10:24

Incra mira seis fazendas improdutivas entre Nova Alvorada e Bataguassu

Aliny Mary Dias
Fazenda Nazaré foi a única demarcada para a reforma agrária nos últimos 4 anos (Foto: Pedro Peralta)Fazenda Nazaré foi a única demarcada para a reforma agrária nos últimos 4 anos (Foto: Pedro Peralta)

De dezembro do ano passado até agora, equipes do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) já fizeram pré-vistorias técnicas em 100 mil hectares de propriedades situadas na faixa que compreende os municípios de Nova Andradina até Bataguassu. Com objetivo de desapropriar para a reforma agrária terras consideradas improdutíveis, cerca de seis fazendas já passam por procedimentos administrativos para serem desapropriadas.

Uma delas é a Fazenda Saco do Céu de 5,2 mil hectares e situada em Nova Andradina. Segundo comunicação aos proprietários divulgada pela superintendência do Incra nesta semana, as terras foram consideradas improdutíveis e passíveis de desapropriação por interesse social.

Os proprietários que moram em São Paulo têm o prazo de 10 dias para recurso administrativo. Conforme a assessoria do Incra, os proprietários contestaram a vistoria.

Assim como a Fazenda Saco do Céu, outras cinco passam por procedimentos administrativos de notificações sobre improdutividades. Em todos os casos, mesmo que haja recurso e o processo seja repassado para a Justiça, os proprietários são restituídos com valores avaliados pelo mercado.

De acordo com o Incra, propriedades da região continuarão passando por vistorias no decorrer desse ano com o objetivo de povoar as fazendas com assentados que aguardam lotes da reforme agrária.

Volta da reforma – Depois de quatro anos parada, a reforma agrária no Estado só voltou a ser colocada em prática em dezembro do ano passado com a demarcação da Fazenda Nazaré, localizada em Sidrolândia, às margens da BR-163.

Os acampamentos em frente a Fazenda Nazaré começaram a ser erguidos há quatro, mas algumas famílias esperam lotes há 14 anos.



O governo federal é o maior latifundiário do país, fora este título, ele tambem é o maior detentor de terras improdutivas da nação, oras, porque o governo não distribui a propria terra que tem aos sem terra, sem teto, sem trabalho e sem vergonha na cara que tem no país? Precisa mesmo tomar de alguem? Tomem dos politicos então, eles adquiriram com dinheiro roubado do povo, que devolvam ao povo.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 01/04/2014 15:32:30
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions