A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 17 de Outubro de 2017

10/05/2012 15:16

Moagem de cana despenca, mas usineiros garantem que não vai faltar álcool nos postos

Bruno Bocchini, da Agência Brasil

Na safra atual, a quantidade de cana-de-açúcar processada até 1º de maio pelas usinas do Centro-Sul do país, região que inclui Mato Grosso do Sul, totalizou 13,9 milhões de toneladas.

O resultado representa um recuo de 41,7% na produção, em comparação com o mesmo período do ano passado (24 milhões de toneladas). O balanço é da União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica).

O número de usinas em operação também caiu. Até 1º de maio, havia 149 usinas ativas no Centro-Sul, contra 212 no mesmo período do ano passado. Para o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues, além do menor número de plantas em atividade, as chuvas de abril também prejudicaram a produção.

No acumulado do início da safra até agora, o percentual de cana-de-açúcar transformada em etanol alcançou 61,55%, ou 539,57 milhões de litros. Os números indicam uma queda de 40,4% da produção em relação ao ano passado.

Foram destilados 74,98 milhões de litros de etanol anidro (-77,6% em relação ao ano anterior) e 464,58 milhões de litros de etanol hidratado (-18,4%).

A fabricação de açúcar, por sua vez, somou 541,5 mil toneladas, declínio de 33,7% em relação às 817,5 mil toneladas produzidas no mesmo período de 2011.

Mas a entidade que representa os usineiros garante que, apesar da queda da produção, não vai faltar álcool para ser misturado à gasolina. “Ao setor sucroenergético cabe apenas garantir que a disponibilidade de [etanol] anidro para o abastecimento regular do mercado será plenamente atendida em qualquer cenário de mistura [de etanol à gasolina]”, disse Rodrigues.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions