ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, SEGUNDA  29    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Agetran muda "regra" e passa a multar quem fura sinal na madrugada

Motoristas "furam" o sinal vermelho na madrugada e reclama de multas

Por Filipe Prado | 03/06/2014 17:52
Márcio foi multado por "furar" o sinal vermelho na madrugada (Foto: Marcos Ermínio)
Márcio foi multado por "furar" o sinal vermelho na madrugada (Foto: Marcos Ermínio)

Com medo de assaltos e roubos, motoristas de Campo Grande se acostumaram a “furar” o sinal vermelhos, principalmente, na madrugada. Mas desde março deste ano, alguns motoristas foram surpreendidos com multa por "avançar o vermelho". A principal queixa é de que eles não foram informados sobre a mudança e que antes seria permitido o avanço do sinal no período das 22h ás 6h.

Márcio Soares da Silva, 34 anos, trabalha como taxista há cinco anos. Ele relatou que no curso de taxista que realizou, os professores informaram aos alunos que eles não poderiam ser multados ao avançar o sinal vermelho desde que estivessem na velocidade permitida pela via. Confiando nos professores, o taxista acabou levando duas multas, no mês de março e abril deste ano.

“Eu já passei várias vezes em sinais fechados, depois da 22 horas, mas nunca fui multado. Ainda conversei com um agente de trânsito da Agetran (Agência Municipal de Trânsito) que confirmou a informação”, revelou Márcio.

Paulo foi multado em junho, mas afirmou que já havia furado o sinal antes e nada aconteceu (Foto: Paulo Dias)
Paulo foi multado em junho, mas afirmou que já havia furado o sinal antes e nada aconteceu (Foto: Paulo Dias)

Ele disse que, por conta das multas, perdeu 14 pontos na carteira e R$ 383, mas o que indignou o taxista foi a falta de informação. “A Agetran poderia ter nos avisado, panfletado, feito alguma coisa para nos informar sobre a multa”, criticou.

O representante comercial Paulo Eduardo Pereira Dias, 32, também se sentiu prejudicado com a mudança. Ele foi multado no dia 7 de junho, enquanto trafegava pela Avenida Conssul Assaf Trad. “Eu acho perigoso ficar parado a noite em semáforos, podemos ser assaltados”, relatou.

“Eu acho isso ridículo, ficamos reféns de assaltos, mas se furarmos o sinal também podemos causar acidentes, mesmo achando quase zero essa possibilidade. Temos que colocar a segurança em primeiro lugar”, completou Paulo. Ele ainda afirmou que 15 dias antes de ser multado, ultrapassou o sinal vermelho em frente à UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), mas não foi multado pela infração.

De acordo com o diretor-presidente da Agetran, Jean Saliba, não existe nenhuma lei ou determinação que embase esta atitude dos motoristas. “O Código de Trânsito é claro, avançar sinal é infração gravíssima”, afirmou.

“Se eu falar para alguém furar o sinal, eu estaria infringindo o código”, complementou o diretor-presidente. Saliba revelou que o município pode desligar os semáforos neste período ou deixa-los em estado intermitente, somente assim os motoristas não são multados.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário