A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

15/05/2017 16:30

Motociclista que quase morreu em acidente passou por cirurgia e está no CTI

Jovem foi levado para a Santa Casa com vida ‘por um fio’

Anahi Zurutuza
Moto ficou destruída após bater em poste (Foto: André Bittar/Arquivo)Moto ficou destruída após bater em poste (Foto: André Bittar/Arquivo)

Emerson da Silva Pacheco, de 23 anos, motociclista que bateu contra um poste na avenida Guaicurus na manhã deste domingo (14) e foi levado para a Santa Casa com a vida “por um fio”, segundo o Corpo de Bombeiros, passou por duas cirurgias nesta madrugada. Ele está em estado grave, no CTI (Centro de Tratamento Intensivo) do hospital.

Pacheco deu entrada na Santa Casa às 11h07 da manhã, inconsciente e precisou da ajuda de aparelhos para respirar, além de uma transfusão de sangue. A vítima do acidente passou por exames e só foi encaminhado ao centro cirúrgico depois da meia-noite, onde recebeu cuidados de ortopedistas e outros procedimentos cirúrgicos.

Ele teve traumatismos de crânio e de tórax.

CNH falsa – O acidente aconteceu pouco depois das 10h próximo ao Museu José Antônio Pereira – no sul de Campo Grande. Com o impacto, a motocicleta, uma Honda Titan 125, ficou completamente destruída, mas as circunstâncias do acidente não ficaram claras.

Além de apurar a causa da colisão, a polícia investiga se Pacheco usava uma CNH (Carteira Nacional de Habilitação) falsa.

O documento teria sido apresentado no hospital, provavelmente por familiares do rapaz e funcionários o entregaram à polícia, conforme ficou registrado em boletim de ocorrência.

A questão é que Pacheco não consta no sistema do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) como motociclista habilitado.

No momento do acidente, o rapaz não portava os documentos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions