ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 23º

Lugares por Onde Ando

Não estamos isolados: brasileiros são aceitos em 94 países

Por Paulo Nonato de Souza | 27/05/2021 08:12
Com área de 85% do país ocupada por florestas tropicais, o Gabão é considerado um paraíso da vida selvagem na África Central (Foto: Reprodução)
Com área de 85% do país ocupada por florestas tropicais, o Gabão é considerado um paraíso da vida selvagem na África Central (Foto: Reprodução)

Os brasileiros não estão proibidos de viajar, apenas a recomendação é planejar viagens para destinos mais próximos com carro particular e para lugares que ofereçam alto nível de segurança contra a Covid-19, mas se você está disposto a ir bem mais longe, também é possível. Não estamos tão isolados do resto do mundo.

Atualmente 94 países estão com fronteiras abertas para turistas brasileiros. O quadro atual mostra restrições dos Estados Unidos e de países da Europa para viajantes que partem do Brasil, mas, se você deseja viajar a turismo e não tem compromisso programado nesses destinos, talvez seja a oportunidade de conhecer outros lugares e outros continentes.

Confira abaixo a lista de países onde brasileiros estão autorizados a entrar, com detalhes e requisitos de cada país, conforme levantamento realizado pelo Melhores Destinos, principal site de promoções de passagens aéreas do Brasil:

Afeganistão - O país passou a exigir teste RT-PCR negativo para entrada de turistas feito até 96h antes do embarque no último voo direto para o Afeganistão (menores de 8 anos estão isentos).

África do Sul – Exige teste negativo de Covid-19 realizado no máximo 72 horas antes da viagem (menores de cinco anos estão isentos). Um questionário online deve ser preenchido até 2 dias antes da chegada.

Anguilla – Exige teste negativo de Covid-19 feito entre 3 a 5 dias antes de entrar no país (menores de cinco anos estão isentos). Um questionário online deve ser preenchido até 2 dias antes da chegada.

Albânia - Todas as restrições de entrada no país foram suspensas em 1º de julho de 2020, permanecendo as regras pré-pandemia. Brasileiros podem viajar para a Albânia como turistas, sem visto. Exigências: Uso de máscaras em locais públicos.

Armênia - Reabriu as fronteiras para turistas estrangeiros em 14 de agosto, porém suspendeu a emissão do visto na chegada (visa on arrival). Exigências: Teste negativo para Covid-19 com resultado emitido até 72h antes da chegada em inglês, armênio ou russo ou teste na chegada por conta do passageiro.

Bahamas – Desde o dia 1º de maio passageiros com certificado de vacinação para coronavírus não precisam apresentar teste RT-PCR. Passageiros com comprovantes de vacinação das vacinas AstraZeneca (Vaxzevria), Janssen, Moderna ou Pfizer-BioNTech, com a segunda dose (se aplicável) tendo sido tomada há pelo menos 14 dias, estão isentos de apresentar teste RT-PCR.

Fora isso, exige teste RT-PCR negativo para Covid-19 emitido até 5 dias antes da chegada (menores de 11 anos são isentos). O resultado do teste deve ser enviado junto com o formulário preenchido do Bahamas Health Visa Card, além de ser apresentado impresso na chegada.

Turistas com estadia superior a quarto noites/cinco dias terão que fazer um teste adicional de antígeno na ilha caribenha. O uso de máscara é obrigatório em todos os locais públicos (praias são isentas). Passageiros com trânsito no Haiti não são admitidos.

Bahrein - O visto na chegada voltou a ser oferecido no Bahrein, o que ajuda os brasileiros a visitar o país, pois não há representação consular no Brasil e brasileiros precisam de visto de turista. Exigências: Passageiros estão sujeitos ao teste de coronavírus na chegada às suas próprias custas, permanecendo em quarentena até o resultado ficar pronto.

Barbados - O Aeroporto Internacional Grantley Adams reabriu para voos comerciais em 30 de junho de 2020. A ilha de Barbados reabriu lojas, parques e restaurantes, de acordo com o Serviço de Informações do Governo de Barbados. O acesso às praias também está liberado das 5h às 18h30.

Exigências: Um formulário online deve ser preenchido e é preciso apresentar teste RT-PCR negativo para Covid-19 em inglês, realizado em até 3 dias antes da chegada (menores de 5 anos são isentos).

Belize – O país reabriu oficialmente para o turismo em 1º de outubro de 2020. Exigências: Baixar o aplicativo Belize Health Travel App e gerar um QR Code para apresentar na chegada, além de teste RT-PCR negativo para Covid-19 realizado até 96 horas antes do desembarque na ilha caribenha. Somente são aceitas reservas em hotéis pré-selecionados.

Benin - Os voos internacionais para o Benin foram retomados. Exigências: Passageiros estão sujeitos ao teste de coronavírus na chegada às suas próprias custas. Um formulário online deve ser preenchidos antes da partida.

Bermudas - O território britânico das Bermudas reabriu para todos os viajantes internacionais desde 1º de julho de 2020. Exigências: Apresentar teste RT-PCR negativo para Covid-19 feito de 3 a 5 dias antes da partida. Os visitantes também precisarão preencher um formulário de autorização de viagem e pagar US$ 75 de taxa, sujeitos a checagem de temperatura no aeroporto e quarentena. Os visitantes serão testados durante o período que estiverem na ilha e serão solicitados a medir a temperatura e reportá-la online duas vezes por dia. Saiba mais detalhes.

Bielorrússia - A Bielorrússia voltou a receber turistas estrangeiros em 15 de julho. Exigências: Apresentar teste RT-PCR negativo para Covid-19 feito até 3 dias antes da chegada, em bielorrusso, inglês ou russo (menores de 6 anos estão isentos). Brasileiros estão sujeitos a 10 dias de quarentena na chegada ao país. Confira os demais países da lista oficial.

Bolívia - A Bolívia fechou suas fronteiras terrestres com o Brasil para conter a variante P1 do coronavírus. Porém voos para o país andino, seguem autorizados.

Exigências: Apresentar teste RT-PCR negativo para Covid-19 feito até 72h antes da partida (menores de 6 anos isentos) e preencher o formulário “Declaracion Jurada del viajero para el seguimiento COVID-19” deve ser apresentado na chegada. Obrigatório seguro saúde com cobertura para Covid-19. Passageiros sujeitos a quarentena de 10 dias na chegada.

Bósnia e Herzegovina - O país dos balcãs reabriu em 12 de setembro para todos os países, sob as condições normais de visto pré-pandemia. Brasileiros não precisam de visto para visitar a Bósnia e Herzegovina por até 90 dias. Exigências: Teste RT-PCR negativo para Covid-19 emitido em até 48 h antes da chegada.

Botsuana - Exigências: Teste RT-PCR negativo para Covid-19 emitido em até 72h antes da chegada. Passageiro pode ser submetido a um teste na chegada.

Burkina Faso  - Os voos internacionais para Burkina Faso foram retomados. Exigências: Teste PCR negativo para Covid-19 emitido em até 5 dias antes da chegada.

Cabo Verde - Os voos internacionais para Cabo Verde foram retomados. Exigências: Teste RT-PCR negativo para Covid-19 emitido em até 72h antes do embarque (menores de 7 anos estão isentos).

Camboja - Atualizado em 26/03/21: O Camboja voltou a receber turistas estrangeiros, embora os novos requisitos de entrada exijam testes obrigatórios, quarentena, depósito de 2 mil dólares, taxas extras e outros procedimentos não muito claros, dificultando bastante a viagem. Os vistos na chegada e e-visas estão suspensos.

Exigências: Teste RT-PCR negativo para Covid-19 obtido até 72 horas antes do primeiro embarque e seguro saúde emitido pela seguradora FORTE de pelo menos US$ 50.000. Depósito de US$ 2.000 caso seja necessário tratamento médico e outras taxas extras. Caso alguém no voo esteja contaminado, os demais passageiros serão obrigados a ficar de quarentena por 14 dias.

Chade - O Chade reabriu em 1º de agosto de 2020. Exigências: Teste RT-PCR negativo para Covid-19 obtido até 72 horas antes da chegada. Passageiros sujeitos a quarentena de 7 dias na chegada.

 Colômbia - A Colômbia retirou a suspensão dos voos com o Brasil no dia 11 de maio. Exigências: são exigidos o uso da máscara e o RT-PCR com resultado negativo, realizado em até 96 horas antes do voo.

Comores - Comores retomou os voos internacionais. Exigências: Teste RT-PCR negativo para Covid-19 obtido até 72 horas antes da partida do primeiro aeroporto e completar o formulário “Health Form” antes do embarque.

Costa do Marfim - A Costa do Marfim retomou os voos e já está recebendo visitantes. Exigências: Teste RT-PCR negativo para Covid-19 obtido até 5 dias antes da partida do primeiro aeroporto (menores de 11 anos estão isentos). O passageiro também deve preencher o formulário “Health Declaration Form” antes da partida, que deve ser impresso e apresentado na chegada.

Costa Rica - A Costa Rica reabriu para visitantes estrangeiros em 1º de novembro de 2020. Exigências: Os turistas devem preencher o formulário “Pase de Salud” antes da partida e apresentar o QR Code recebido ao final na chegada à Costa Rica. Seguro de saúde com cobertura para Covid-19 (tratamento e hospedagem).

Croácia - A Croácia voltou a admitir turistas vindos do Brasil. Exigências: Apresentar resultado negativo em teste RT-PCR realizado até 48h antes da chegada, preencher os formulários “Enter Croatia Form” (a ser submetido online antes da partida) e “Passenger Locator Form” (a ser apresentado na chegada). Passageiros viajando a turismo devem ter acomodação confirmada e estão sujeitos a quarentena (mais detalhes aqui).

Cuba - Reabriu para visitantes internacionais em 15 de novembro, e foi o primeiro país do mundo a oferecer vacina da Covid-19 para turistas estrangeiros. Embora o turismo de vacina ainda não esteja totalmente implementado, a medida deve incentivar viagens para a ilha caribenha.

Exigências: Apresentar resultado negativo em teste RT-PCR realizado até 72 h antes da chegada (não se aplica a passageiros chegando pela Air Canada, Air Transat ou West Jet). Preenchimento do formulário de “Declaración de Sanidad del Viajero”. Pagar uma taxa sanitária de US$ 30 na chegada.

Curaçao - Reabriu para o turismo com as seguintes exigências: É necessário a apresentar teste RT-PCR negativo impresso realizado até 72h antes do primeiro embarque da jornada (menores de 7 anos estão isentos), preencher os formulários “Digital Immigration Card” e “Public Health Locator Card” preenchido até 48h antes do embarque e seguro saúde com cobertura para Covid-19. Passageiros com laudo médico atestando recuperação da Covid-19 podem apresentar apenas teste negativo de antígeno, realizado até 24h antes da chegada. Saiba mais.

Dominica - Os voos para a ilha caribenha reiniciaram. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72 h antes da chegada e preencher o formulário “Travel Clearence” antes da partida. Passageiros estão sujeitos a testes na chegada, às suas custas.

 Egito - Os voos internacionais para o Egito foram retomados desde 1º de julho de 2020, e brasileiros podem viajar para lá, desde que tenham o visto de turismo egípcio.

Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 96 h antes do embarque do último voo em direção ao Egito (não se aplica a menores de 6 anos) e preencher o formulário “Public Health Card” para apresentar na imigração.

El Salvador - Os voos internacionais para El Salvador foram retomados. Exigências: Apresentar teste RT-PCR, LAMP ou NAAT com resultado negativo realizado até 72 h antes da chegada (não se aplica a passageiros com menos de 2 anos de idade) ou certificado de vacinação contra Covid-19.

Equador - Desde 6 de julho de 2020 o Equador passou a aceitar novamente visitantes estrangeiros. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 3 dias antes da chegada ou certificado de vacinação para Covid-19 ou ainda certificado de recuperação de Covid-19 assinado por um médico (não se aplica a passageiros com menos de 2 anos de idade). Preencher o formulário “Declaración de Salud del Viajero“.

Emirados Árabes Unidos - Os Emirados Árabes Unidos anunciaram a reabertura das fronteiras para turistas em 7 de julho de 2020, inclusive para brasileiros. No entanto os voos diretos com a Emirates saindo do Brasil com destino final os Emirados seguem suspensos por tempo indeterminado. A companhia continua transportando passageiros em conexão para outros países.

Cada país emirado tem suas próprias regras; passageiros que saiam de Dubai em direção a Abu Dhabi também precisarão fazer um novo teste.

Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado em laboratório aprovado (confira a lista aqui) até 72 h antes do embarque do último voo direto para os Emirados, em árabe ou inglês (menores de 12 anos estão isentos). É preciso baixar e criar uma conta no app DXB Smart. É preciso apresentar seguro de saúde com cobertura para Covid-19. Um novo teste de Covid-19 será realizado na chegada a Dubai. Passageiros que tenham estado ou transitado na África do Sul, Índia ou Nigéria nos últimos 14 dias não serão admitidos.

Eritreia - O país africano já está recebendo visitantes. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72h antes da chegada (não se aplica a menores de 6 anos de idade). Passageiros com comprovante de vacinação para Covid-19 estão isentos de apresentar o teste RT-PCR. Passageiros sujeitos a novo teste rápido de antígeno na chegada e quarentena de 7 dias, às suas custas.

Etiópia - O país africano já está recebendo visitantes. Há conexão direta entre São Paulo e Addis Abeba com a Ethiopian Airlines. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 120 h antes da chegada (não se aplica a menores de 10 anos de idade).

 Essuatini - Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72h antes da chegada. Pode ser pedida uma quarentena de 14 dias.

Gabão - O Gabão reabriu os aeroportos e permite a entrada de viajantes internacionais.

Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 5 dias antes da partida do primeiro ponto de embarque (não se aplica a passageiros com menos de 6 anos). Não podem entrar passageiros chegando da Alemanha, Áustria, Bélgica, Búlgaria, Croácia, Chipre, Dinamarca, Espanha, Eslováquia, Eslovênia, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, República da Irlanda, Itália, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, Reino Unido, Romênia, Suécia ou Suíça.

Gâmbia - A Gâmbia retomou os voos internacionais. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72 h antes da chegada (não se aplica a menores de 2 anos). Passageiros chegando da África do Sul, Bélgica, Chile, Coréia do Sul, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, França, Holanda, Índia, Itália, Japão, Jordânia, Noruega, Paquistão, Singapura, Suécia, Suíça, Reino Unido e Turquia estão sujeitos a teste para Covid-19 na chegada e quarentena até que os resultados fiquem prontos.

Gana - Gana reabriu os aeroportos e permite a entrada de viajantes internacionais. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72 h do embarque do primeiro aeroporto da jornada (menores de 5 anos de idade estão isentos) e preenchimento do formulário “Port Health Declaration”.  É preciso ainda pagar pelo teste para Covid-19 a ser realizado na chegada. Passageiros sujeitos a quarentena de 7 dias na chegada, às suas custas.

Granada (Grenada) - A ilha de Granada retomou os voos internacionais. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72 h do embarque do primeiro aeroporto da jornada (menores de 6 anos de idade estão isentos). Os passageiros devem preencher o formulário “Pure Safe Travel Certificate” antes do embarque e serão testados 4 dias após a chegada, às suas custas. Passageiros sujeitos à quarentena de até 14 dias na chegada (saiba mais aqui).

 Guam - Exigências: Os passageiros devem ter um antígeno Covid-19 negativo, NAAT, RT-LAMP, RT-PCR ou teste TMA feito no máximo 3 dias antes da partida do primeiro ponto de embarque. Pode haver quarentena após o desembarque.

Guiana - A Guiana reabriu os aeroportos para voos internacionais. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 7 dias antes da chegada e preencher o formulário “Passenger Locator Form” até 24h antes do embarque.

Guiné - Retomou os voos internacionais. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72h antes do embarque no primeiro aeroporto da jornada (não se aplica a menores de 11 anos).

 Guiné-Bissau - Retomou os voos internacionais. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72h antes do embarque.

Guiné Equatorial - A Guiné Equatorial retomou os voos internacionais. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 48h antes do embarque. Passageiros estão sujeitos a teste rápido IgM na chegada e quarentena de 5 dias.

Haiti - O Haiti está aberto para o turismo. Exigências: Apresentar teste RT-PCR ou de antígeno com resultado negativo realizado até 72h antes do embarque no primeiro aeroporto da jornada. Passageiros com laudo médico que tenham tido Covid-19 e se curado estão isentos. O formulário “Health Declaration Form” deve ser preenchido na chegada.

Honduras - Honduras está aberta para o turismo. Exigências: Apresentar teste RT-PCR ou de antígeno com resultado negativo realizado até 72h antes da chegada. Passageiros com laudo médico que tenham tido Covid-19 e se curado estão isentos. O formulário “Immigration pre-check” deve ser preenchido e enviado online antes do embarque. Passageiros que tenham estado na África do Sul ou Reino Unido nos últimos 21 dias não podem entrar.

Ilhas Virgens Americanas - As Ilhas Virgens Americanas estão abertas. Exigências: Apresentar teste RT-PCR ou de antígeno com resultado negativo realizado até 5 dias antes da chegada (menores de 5 anos estão isentos) e preencher o formulário “BVI Gateway Traveler Authorization Certificate” 48h antes do embarque. É necessário seguro saúde com cobertura para Covid-19. Passageiros sujeitos a novo teste RT-PCR na chegada e quarentena de até 14 dias.

Ilhas Virgens Britânicas - As Ilhas Virgens Britânicas estão abertas. Exigências: Apresentar teste RT-PCR ou de antígeno com resultado negativo realizado até 5 dias antes da chegada (menores de 5 anos estão isentos) e preencher o formulário “BVI Gateway Traveler Authorization Certificate” 48h antes do embarque. É necessário seguro saúde com cobertura para Covid-19. Passageiros sujeitos a novo teste RT-PCR na chegada e quarentena de até 14 dias.

Iraque - Voltou a receber turistas. Exigências: Passageiros chegando por Bagdá, Najaf ou Basra devem apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72h antes da partida do primeiro voo da jornada (não se aplica a menores de 10 anos, os que chegarem por Bagdá terão que passar por um teste RT-PCR na chegada), em árabe ou inglês. Passageiros chegando por Erbil devem apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72h antes da chegada (não se aplica a menores de 12 anos). Passageiros chegando por Erbil estão sujeitos a novo teste RT-PCR na chegada e a quarentena em hotel por 14 dias.

Irlanda - Passou a exigir quarentena obrigatória para brasileiros. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72h antes da chegada (não se aplica a menores de 7 anos). Passageiros devem permanecer em quarentena de 14 dias em hotel designado (confira a lista aqui), às suas custas. Preencher o formulário “Passenger Locator Form”.

Jamaica - Brasileiros podem viajar para Jamaica desde o dia 15 de junho de 2020. O país também permitiu que a maioria das pessoas voltasse ao trabalho, e os bares foram reabertos com restrições de capacidade, de acordo com o Conselho de Turismo da Jamaica.

Exigências: Apresentar teste RT-PCR ou de antígeno com resultado negativo realizado até 3 dias antes do primeiro embarque da jornada (não se aplica a menores de 12 anos) e preencher o formulário “Visit Jamaica” para obter a autorização de viagem. Passageiros sujeitos a quarentena na chegada.

Jordânia - Reabriu para voos internacionais. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72h antes do primeiro embarque (não se aplica a menores de 5 anos) e preencher os formulários “Passenger Health Declaration Form” e “Locator Form” (mais informações no site Visitjordan.gov.jo). Além disso é preciso baixar o aplicativo “AMAN” no celular. Passageiros terão ainda que passar por um teste RT-PCR na chegada (não se aplica a menores de 5 anos), às suas custas, e o pagamento deve ser realizado antes do embarque. Passageiros que tenham passado nos últimos 14 dias pela Índia não podem entrar.

Lesoto - O pequeno reino africano voltou a receber turistas. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72h antes da chegada.

Líbano - Os voos internacionais para o Líbano foram retomados em 1º de julho, sem exigência de quarentena para os passageiros. Brasileiros podem viajar para o Líbano com o visto emitido na chegada ao país.

Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 96h antes da chegada (não se aplica a menores de 12 anos), preencher o formulário “Airport Tracking Registration Form” que irá gerar um SMS ou e-mail que deverá ser apresentado na chegada e instalar o aplicativo “Covidlebtrack” no celular. Passageiros estão sujeitos a novo teste RT-PCR na chegada (não se aplica a menores de 12 anos) e quarentena de 72h até o resultado do teste.

Libéria - Os voos internacionais para a Libéria foram retomados. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 7 dias antes da partida do primeiro aeroporto e novo teste na chegada, às custas do passageiro (não se aplica a menores de 5 anos). Além disso é preciso baixar o aplicativo “Liberia Travel” (disponível para google e iphone) e completar o formulário Health Screening Arrival Form. Passageiros sujeitos à quarentena na chegada.

Macedônia do Norte - Não há restrições de entrada para a Macedônia do Norte. Exigências: Nenhuma.

Malaui - Reabriu as fronteiras em 19 de setembro de 2020. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72h antes da chegada (não se aplica a menores de 12 anos), preencher o formulário “Travel Surveillance Form” e quarentena de 14 dias na chegada. O visto eletrônico para o Malaui deve ser obtido antes da partida.

Maldivas - Passageiros com comprovante de vacinação para Covid-19 não precisaram apresentar teste RT-PCR com resultado negativo. O visto na chegada retornou.

Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 96h antes do primeiro embarque da viagem (não se aplica a menores de 1 ano). Passageiros cuja viagem tenha demorado mais de 24h deverão repetir o teste. O certificado deve conter o nome igual ao passaporte do passageiro e também o nome e endereço do laboratório que realizou o teste. Passageiros com certificado de vacinação contra Covid-19, com a última dose tendo sido tomada a pelo menos 14 dias do primeiro embarque, não precisam apresentar teste RT-PCR (exceto aqueles que tenham transitado pela Índia para chegar às Maldivas). É necessário ter uma reserva de hotel para toda a estadia no país. Passageiros devem ainda preencher o formulário “Traveller Health Declaration” nas 24h que antecedem o embarque.

Mali - Os voos internacionais para o Mali foram retomados. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 7 dias  antes da chegada e preencher um formulário de saúde online que deve ser levado impresso.

Mauritânia - Reabriu as fronteiras em 1º de junho de 2020. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 5 dias antes do primeiro embarque da viagem, em árabe, francês, espanhol ou inglês (não se aplica a passageiros menores de 10 anos).

México - O México está reaberto para turistas estrangeiros e recebendo voos internacionais. O país é um dos poucos no mundo que não exige exame prévio ou quarentena na chegada.

Exigências: Uso de máscaras em locais públicos. Questionário de identificação de fatores de risco em viagens deve ser apresentado na chegada.

Mongólia - Já está recebendo turistas, mas é necessário retirar visto de turismo antes da viagem. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72h antes do último embarque rumo à Mongólia e quarentena na chegada de 07 dias em lugares designados pelo governo.

Montenegro - As restrições de entrada em Montenegro foram suspensas em 12 de janeiro. Brasileiros podem viajar para a Montenegro como turistas sem visto.

Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72h antes do primeiro embarque da viagem (não se aplica a menores de 5 anos). Passageiros com teste IgG positivo com resultado de no máximo 30 dias antes da chegada ou com certificado de vacinação com todas as doses tomadas há mais de 7 dias da chegada estão isentos da quarentena.

Namíbia – O país suspendeu as restrições de entrada e retomou os voos internacionais. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 7 dias antes do primeiro embarque da jornada e preencher um questionário epidemiológico, além de seguro viagem que cubra eventuais gastos médicos.

Nicarágua - O país da América Central já reabriu os aeroportos e também as fronteiras para os estrangeiros. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72h antes da chegada ao país.

Níger - Os voos internacionais para o Níger foram retomados. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72h antes da chegada ao país e quarentena de 7 dias.

Nigéria - Os voos internacionais para a Nigéria foram retomados. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 96h antes do primeiro embarque da jornada, em inglês (menores de 10 anos estão isentos) e preencher um formulário online que irá gerar um QR Code que deverá ser apresentado na chegada.  Passageiros sujeitos a novo teste na chegada e a quarentena de 7 dias, quando um novo teste RT-PCR será realizado, às custas do passageiros.

Panamá – Exige apresentar teste RT-PCR ou de antígeno com resultado negativo realizado até 48h antes da chegada ao país, em inglês ou espanhol, e apresentar o formulário “Declaracion Jurada de Salud” preenchido na chegada. Passageiros vindos do Brasil, ou que aqui tenham passado nos últimos 15 dias terão que fazer novo teste para Covid-19 na chegada, às suas custas, e estão sujeitos a quarentena de 14 dias.

Paraguai – Desde o dia 7 de abril, brasileiros precisam fazer uma quarentena de 7 dias ao chegar no Paraguai.

Exigências: Apresentar teste LAMP, NAAT ou RT-PCR com resultado negativo realizado até 72h antes do primeiro ponto de embarque (não se aplica a passageiros com menos de 11 anos). Passageiros com teste positivo para Covid-19 realizado a pelo menos 14 dias e não mais que 90 dias estão isentos de apresentar  os testes acima. É preciso preencher o formulário “Traveler’s Health Information”  até 24h antes do embarque, que irá gerar um QR Code a ser apresentado na chegada. Passageiros que tenham estado ou transitado no Reino Unido nos últimos 14 dias não podem entrar. A partir do dia 07/04/2021 passageiros vindos do Brasil estão sujeitos a quarentena de 7 dias.

Polinésia Francesa - A Polinésia Francesa, mundialmente conhecida pelas ilhas paradisíacas de Taiti e Bora Bora, reabriu suas fronteiras para o turismo internacional desde 15 de julho de 2020.

Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 3 dias antes do primeiro embarque da viagem (não se aplica a menores de 11 anos). É necessário obter uma autorização para a viagem e preencher o formulário “ETIS Application”, que irá gerar um QR Code a ser apresentado na chegada. Passageiros sujeitos a novo teste RT-PCR na chegada, às suas custas (não se aplica a menores de 11 anos).

Quênia – O país reabriu para o turismo internacional em 1º de agosto de 2020. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 96h antes da chegada, em inglês e preencher o formulário online “Travelers Health Surveillance Form”. Passageiros sujeitos a exame médico na chegada e quarentena (confira as exceções aqui). Teste PCR negativo para Covid-19 emitido até 96 horas antes da chegada e preenchimento de formulário.

República Centro-Africana - Esta república africana retirou a exigência de testes e quarentena. Exigências: Nenhuma.

República Democrática Congo - Os voos internacionais para a República Democrática do Congo (Kinshasa) foram retomados. Exigências: Teste RT-PCR negativo para Covid-19 obtido até 7 dias antes da chegada ao país, em inglês ou francês e preencher o formulário “Travellers Registration Form” antes da chegada. Passageiros estão sujeitos a testes para Covid-19 na chegada, por sua conta.

República do Congo - Os voos internacionais para o Congo (Brazzaville) foram retomados. Exigências: Passageiros que não apresentarem exame negativo de coronavírus estarão sujeitos a um teste na chegada e quarentena às suas próprias custas (não se aplica a passageiros com 11 anos ou menos).

República Dominicana – O destino famoso do Caribe pelas praias de Punta Cana, reabriu para turistas internacionais em 1º de julho de 2020. Exigências: Passageiros devem preencher o formulário “Electronic Ticket” que irá gerar um QR Code a ser apresentado na chegada.

Ruanda - Ruanda está reaberta para turistas internacionais desde o dia 17 de junho de 2020, sem restrições baseadas em nacionalidade ou país de origem do voo.

Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72h do primeiro embarque da viagem (não se aplica a menores de 5 anos) e preencher o formulário “Health Declaration Form” antes do embarque. Passageiros estão sujeitos a um novo teste RT-PCR na chegada e quarentena de até 24h até o resultado ficar pronto.

Santa Lúcia - Voltou a receber visitantes na ilha em 4 de junho de 2020. É necessário autorização para viagem prévia.

Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 5 dias antes da chegada (não se aplica a menores de 5 anos) e preencher o formulário “Travel Registration Form” 7 dias antes da chegada, que deve ser levado impresso para apresentar na imigração. É necessário uma carta autorização de viagem emitida por um hotel autorizado. Passageiros sujeitos a novo teste RT-PCR na chegada e quarentena.

São Cristovão e Neves - Exigências: É necessário apresentar teste RT-PCR negativo de Covid-19 realizado dentro de 72 horas antes do embarque (não se aplica a menores de 5 anos) e preenchimento de formulário de saúde.

São Tomé e Príncipe - Esta ilha africana abriu os aeroportos e está retomando os voos. Exigências: É necessário apresentar teste RT-PCR negativo de Covid-19 realizado dentro de 72 horas antes do embarque (não se aplica a menores de 5 anos).

São Vicente e Granadinas - As ilhas caribenhas estão abertas para visitantes. Exigências: Apresentar teste RT-PCR ou RNA com resultado negativo realizado até 72h antes da chegada e preencher o formulário “Pre-Arrival form” até 24h antes do embarque. Passageiros sujeitos a novo teste RT-PCR na chegada e quarentena em um hotel aprovado e às custas do passageiro.

Serra Leoa – O país esta com as fronteiras abertas. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72 horas antes do primeiro embarque da viagem (não se aplica a passageiros com menos de 5 anos), obter autorização de viagem prévia e levá-la impressa.  O resultado do teste deve ter QR Code e ser em inglês. Passageiros sujeitos a novo teste RT-PCR na chegada e quarentena de 8 dias.

Sérvia - Desde 22 de maio de 2020 a Sérvia está aberta para turistas. Brasileiros podem viajar para a Sérvia sem visto.

Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 48h antes da chegada (não se aplica a passageiros com menos de 12 anos). Passageiros sujeitos a quarentena de 10 dias na chegada (mais detalhes aqui).

Sri Lanka - Todos os passageiros devem obter autorização prévia de viagem junto ao Ministério das Relações Exteriores do Sri Lanka via e-mail.

Exigências: Autorização prévia do Ministério das Relações Exteriores do Sri Lanka por e-mail. Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 96h antes do primeiro embarque da viagem, em inglês (não se aplica a menores de X anos) ou o teste antígeno feito 48 horas antes do voo. Preencher o formulário “Health Declaration Form” para apresentar na chegada. Passageiros devem realizar um teste RT-PCR na chegada e testes adicionais nos dias 7 e 10 da visita ao país (cada teste custa US$40), valor a ser pago quando do pedido do visto online e do seguro saúde (custo de US$ 12, válido por um mês). Além disso é necessário fazer quarentena, embora isso não limite os passeios de turismo, desde que realizados com guias credenciados pelo governo.

Sudão - Os voos internacionais para o Sudão foram retomados. Exigências: Apresentar teste RT-PCR negativo de Covid-19 impresso, realizado dentro de 96h antes da chegada – o teste deve ter um QR Code do laboratório que emitiu o laudo (menores de 6 anos estão isentos). Passageiros chegando da Etiópia ou Egito têm que apresentar um teste feito em até 72h antes da chegada e estão sujeitos a quarentena de 14 dias.

Tailândia - A Tailândia reabriu as fronteiras e voltou a aceitar turistas estrangeiros, inclusive brasileiros, que são isentos de visto por 90 dias. Os vistos na chegada estão suspensos.

Exigências: Apresentar teste RT-PCR negativo para Covid-19 (em inglês) realizado dentro de 72 horas antes do primeiro embarque da viagem; Seguro saúde com cobertura para coronavírus de pelo menos US$ 100.000; Comprovante de reserva em um dos hotéis autorizados pelo governo (confira a lista) para a quarentena obrigatória de 15 dias; além do Certificado de Entrada (Certificate of Entry – COE) emitido pela Embaixada obtido online através do site https://coethailand.mfa.go.th. Também é necessário apresentar um atestado médico que confirme que você está em condições de voar.

Tanzânia - Após o presidente John Magufuli declarar o país livre de coronavírus, a Tanzânia retomou os voos internacionais e reabriu-se ao turismo. Não há regras para quarentena em vigor, tampouco uso obrigatório de máscara e distanciamento social. Brasileiros podem viajar para a Tanzânia, contanto que obtenham o visto para o país — um requerimento pré-Covid.

Exigências: Os viajantes deverão preencher um formulário de vigilância sanitária ainda no avião.

Tajiquistão - Os voos internacionais para o Togo foram retomados. Exigências: Apresentar teste RT-PCR negativo de Covid-19 realizado dentro de 72 dias antes do embarque (não se aplica a passageiros com menos de 3 anos).

Togo - Os voos internacionais para o Togo foram retomados. Exigências: Apresentar teste RT-PCR negativo de Covid-19 realizado dentro de 7 dias antes da chegada e o resultado deve ser enviado online neste site. Preencher o formulário “Traveler Form” Formulário de Viajante. Passageiros sujeitos a novo teste RT-PCR na chegada, que deve ser pago antecipadamente (clique aqui), o pagamento gerará um QR Code que deve ser apresentado na chegada.

Tunísia - A Tunísia está aberta para visitantes, porém com exigência de quarentena de 5 dias. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72h antes do primeiro embarque da jornada (não aplicável para menores de 12 anos), em árabe, inglês ou francês e preencher o formulário “Health Declaration” antes da partida, que irá gerar um código QR a ser apresentado na chegada. Passageiros sujeitos a teste para Covid-19 48h na chegada e quarentena em hotel designado de 7 dias, mas passageiros com certificado de vacinação para Covid-19 estão isentos deste requisito.

Turcas e Caicos - O território britânico das ilhas Turcas e Caicos está reaberto para viagens internacionais desde 22 de julho de 2020.

Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 5 dias antes da chegada (não se aplica a passageiros com menos de 10 anos) e obter autorização prévia de viagem até 24h antes do embarque. É obrigatório ao passageiro possui seguro saúde com cobertura para o tratamento de Covid-19.

Turquia - A Turquia suspendeu a entrada de passageiros vindos em voos do Brasil em razão da nova variante do coronavírus que circula por aqui. Apesar disso, brasileiros não estão impedidos de entrar no país se vierem de outros lugares. Não é necessário visto de turismo para entrar na Turquia e visitar lugares como Istambul ou a Capadócia.

Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72h do primeiro embarque da viagem (não se aplica a passageiros com menos de 6 anos) e preencher o formulário “Passenger Information Form” para apresentar na chegada. Possível quarentena de 14 dias ao chegar.

Ucrânia – O país eabriu as fronteiras em 28 de setembro, dividindo as nacionalidades em “zona verde” (países com poucos casos e que não precisam de quarentena) e “zona vermelha”, onde a quarentena é obrigatória. O Brasil está na zona vermelha. Consulte mais informações sobre as exigências da Ucrânia.

Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 48h antes da chegada ou quarentena na chegada (mais detalhes aqui).

Uganda - Retomou os voos internacionais em 1º de outubro de 2020. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 120h antes do primeiro embarque da viagem (não se aplica a menores de 3 anos).

Zâmbia - A Zâmbia reabriu oficialmente para turistas estrangeiros. Todos os países são bem-vindos, sem quarentena obrigatória. No entanto, a emissão de visto na chegada foi temporariamente suspensa, sendo necessário obter antecipadamente a autorização eletrônica de entrada (eVisa) ou visto na representação consular.

Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 72h antes da chegada (não se aplica a menores de 5 anos) e preencher o formulário “Traveller Health Questionnaire” para apresentar na chegada.

Zimbábue - O Zimbábue retomou os voos internacionais e já está recebendo visitantes. Exigências: Apresentar teste RT-PCR com resultado negativo realizado até 48h antes do primeiro embarque da viagem (não se aplica a menores de 3 anos).

Estados Unidos - Sim, brasileiros podem viajar para os Estados Unidos. Na verdade, nunca fomos proibidos. A entrada de brasileiros no país é permitida desde que não seja uma viagem direta do Brasil e tenham cumprido quarentena de 14 dias em outro país.

Por exemplo, caso um viajante brasileiro queira visitar os Estados Unidos, ele pode viajar para países como México (onde somos aceitos sem restrição e há voos diretos saindo do Brasil), permanecer por 14 dias, e logo em seguida embarcar em direção aos EUA.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário