ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUARTA  28    CAMPO GRANDE 33º

Lugares por Onde Ando

Nevasca faz douradense encarar aventura para ir a Munique

De Munique, Paulo Nonato de Souza | 05/12/2023 09:38
O douradense Emerson Peres no aeroporto de Madrid, no último sábado, era só o início da aventura para chegar em Munique, na Alemanha - Foto: Paulo Nonato de Souza
O douradense Emerson Peres no aeroporto de Madrid, no último sábado, era só o início da aventura para chegar em Munique, na Alemanha - Foto: Paulo Nonato de Souza

Se você tem viagem programada para a Europa nestas férias de verão no Brasil, saiba que alguns dos principais destinos do Velho Continente estão cobertos de neve e isso pode ser um imenso perrengue na sua vida. Por exemplo, o sul da Alemanha está sob o impacto de uma forte nevasca desde o último sábado, 2, obrigando o fechamento dos aeroportos, rodoviárias e estações de trem de Munique e região, tipo ninguém chega, ninguém sai.

Aos poucos a situação vai se normalizando. Os voos foram retomados no aeroporto de Munique, enquanto o tráfego ferroviário continua longe do que as autoridades locais consideram no nível da normalidade. Nesta terça-feira, os serviços de limpeza da neve estavam sob controle, mas nas ruas das cidades do sul da Alemanha é possível sentir os efeitos da nevasca. Se não estiver com sapatos apropriados certamente terá muito dificuldade para se manter em pé.

Carro coberto de neve em uma rua do centro de Munique na tarde desta terça-feira - Foto: Paulo Nonato de Souza
Carro coberto de neve em uma rua do centro de Munique na tarde desta terça-feira - Foto: Paulo Nonato de Souza

A forte nevasca atingiu a Alemanha na noite da última sexta-feira e continuou no fim de semana, causando grandes perturbações no vai e vem de pessoas no aeroporto de Munique, o segundo mais movimentado do país. Viajantes de várias partes do mundo com destino à capital da Bavária, inclusive do Brasil, ficaram retidos em aeroportos  de capitais como Portugal, Paris e Madrid, sem conseguir seguir viagem por conta da neve.

“Estou na Europa pela primeira vez e já fui premiado com esse perrengue, mas estou feliz, afinal, tudo vale como experiência de vida e de turista. Só fico triste com os serviços de atendimento aos passageiros, eles deixam muito a desejar”, disse o douradense Emerson Peres, na tarde de sábado, enquanto buscava informações no Aeroporto Internacional Madrid-Barajas, em Madrid, na Espanha. “Percebo que está tudo mundo perdido, não apenas os passageiros, mas também os atendentes, que tentam se livrar do problema chamado cliente”, comentou Emerson.

Na confusão, ele teve sua bagagem extraviada duas vezes. Primeiro no aeroporto espanhol e depois em Zurique, na Suíça, para onde foi direcionado pela companhia aérea espanhola Ibéria, parceira da Latam, que deveria levá-lo a Munique. Sem alternativa aérea, Emerson Peres fez de ônibus o trajeto rodoviário de 315 km desde Zurich, na Suíça, até a cidade de Munique, na Alemanha.

Embora tenha conseguido chegar a Munique, depois de cumprir um roteiro que não estava programado nem no seu orçamento, como pernoitar em Madrid e em Zurich, até a manhã desta terça-feira, Emerson Peres ainda estava sem as suas malas. “Fiz algumas compras de roupas básicas, esperando reaver a minha bagagem, mas hoje estou de saída para a França, depois irei para a Inglaterra, antes de voltar para Mato Grosso do Sul, sem a certeza de receberei minhas malas”, lamentou.

Já em Munique, depois de uma verdadeira saga, o douradense Emerson Peres foi passear no centro de Munique nesta terça-feira - Foto: Aquivo pessoal
Já em Munique, depois de uma verdadeira saga, o douradense Emerson Peres foi passear no centro de Munique nesta terça-feira - Foto: Aquivo pessoal


Nos siga no Google Notícias