ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 30º

Lugares por Onde Ando

Veja dicas básicas para a entrevista do visto americano

Por Paulo Nonato de Souza | 16/11/2023 08:45
O sonho de viajar para os Estados e passear por destinos que se acostumou a ver apenas em filmes começa pela obtenção do visto americano (Foto: Reprodução)
O sonho de viajar para os Estados e passear por destinos que se acostumou a ver apenas em filmes começa pela obtenção do visto americano (Foto: Reprodução)

Pretende viajar para os Estados Unidos, mas tem dúvidas sobre como tirar o visto americano de turista? Se este é o seu caso, nesta matéria irá encontrar dicas básicas para você obter o documento de autorização para entrar de maneira legal no país e realizar o sonho de curtir destinos e atrações que se habitou a ver apenas em programas de tevê e nos filmes de Wollywood.

Primeiro de tudo é preciso ter um passaporte válido, que é o documento do viajante no exterior, onde os setores de imigração dos países registram sua entrada e saída. Com ele você encaminha todos os demais documentos necessários que o levará à entrevista na Embaixada ou algum consulado dos Estados Unidos da sua preferencia, levando em conta localização e distância de onde mora.

Por exemplo, quem é de Campo Grande normalmente prefere fazer a entrevista para obter o visto americano no consulado de São Paulo. Mas, qualquer que seja o local escolhido, a entrevista é uma das etapas que mais assustam os postulantes ao documento. Talvez por ser a última fase do processo que terminará com o carimbo de Aprovado ou Negado.

“Quem diz que não fica nervoso na hora da entrevista está mentindo. Não conheço ninguém que não tenha suado frio já a partir da primeira pergunta. Passa pela sua cabeça todo o seu sonho de viajar e conhecer os Estados Unidos, e tudo pode se acabar ali mesmo, naquele momento”, descreve o douradense Antônio Carlos Miranda.

Para te ajudar a encaminhar o pedido de visto e ter calma no momento da entrevista, o site Melhores Destinos, especializado em localizar promoções de passagens aéreas, conseguiu dicas importantes com o responsável do setor de vistos do Consulado dos Estados Unidos, em São Paulo, Robin Busse. Veja a lista abaixo:

Tudo começa pelo preenchimento do formulário DS-160 . Muitas questões são pessoais e devem ser respondidas com honestidade, sem esconder nenhuma informação. Após o formulário estar pronto, é preciso pagar a taxa do visto por meio de cartão de crédito ou boleto bancário. O visto B1/B2 (turismo e negócio) e alguns outros custam US$ 185.

Depois de pagar a taxa, chegou a hora de agendar a entrevista. Como o prazo de agendamento está demorado, a dica é marcar para a primeira data que aparecer e ficar entrando no site diariamente para checar se abriu uma nova vaga. O consulado tem trabalhado para atender todas as pessoas e, quando consegue, abre novos horários.

Lembre-se de que na entrevista é preciso levar o passaporte válido e antigo (se já tiver o visto americano), página da confirmação do agendamento e a página de confirmação do formulário DS-160 para fazer a coleta dos dados biométricos. Se estiver sem o passaporte, nem adianta ficar na fila da entrevista: volte para casa e agende uma nova data, pois esse documento é obrigatório.

A entrevista é apenas a última etapa de um processo que começou com o preenchimento de todos os dados do formulário DS-160. Quando se apresentar na frente do cônsul  os funcionários do Consulado já terão praticamente todas as informações  para a decisão sobre o visto. Na entrevista, se tudo ocorrer bem, o processo não demora nem 5 minutos.

Como o postulante ao visto já terá passado todas as informações, o momento da entrevista não é para ser demorado, conforme explicou Robin Busse. “A entrevista é uma conversa com o cônsul. São perguntas típicas que qualquer pessoa deveria esperar: qual o propósito da viagem, qual a sua situação de trabalho no Brasil, se a pessoa tem família nos Estados Unidos, como vai financiar a viagem e quanto tempo vai ficar”, disse o diplomata. Segundo ele, a maioria das entrevistas leva 2 minutos porque a situação já é clara. Primeiro o cônsul revisa a solicitação do visto, pois tem muita muita informação. A entrevista é só para confirmar certos pontos”.

Nem todo mundo precisa fazer a entrevista. No caso da solicitação do primeiro visto, estão isentos menores de 14 anos e maiores de 79 anos, salvo algumas exceções. Para menores, é preciso incluir no pedido uma cópia do visto dos pais, que agora é obrigatório. Quem solicita a renovação do visto também não precisa mais passar pela entrevista, a não ser em alguns casos raros – quem mentiu anteriormente sobre o propósito da viagem e acabou ficando mais tempo do que o permitido nos Estados Unidos, por exemplo.

“Não tenha medo, você está se apresentando como um futuro viajante que vai visitar os Estados Unidos, curtir e depois voltar”, sugere Robin Busse. Veja outras dicas básicas para a entrevista do visto americano:

  1. Fale sempre a verdade.
  2. Mantenha a calma.
  3. Não dê respostas dúbias e não demonstre dúvidas na hora de responder.
  4. Deixe o cônsul conduzir a entrevista.
  5. Seja coeso e objetivo nas respostas.
  6. Leve todos os documentos obrigatórios.
  7. Apresente apenas os documentos que forem solicitados – e deixe-os organizados caso precise mostrar algo mais que o cônsul peça.
  8. Leve documentos que comprovem seu vínculo com o Brasil.
  9. Não discuta com o entrevistador.
  10. Lembre-se de que não pode entrar acompanhado (a não ser que algum familiar vá tirar o visto com você).
  11. Chegue com pouca antecedência ao horário agendado – não adianta chegar muito adiantado, pois não será atendido.
  12. Aparelhos eletrônicos, como celulares ou tablets, não podem entrar no consulado americano.
Nos siga no Google Notícias