A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 26 de Setembro de 2016

05/11/2014 18:30

Banco do Brasil vai pagar R$ 50 mi à prefeitura para administrar folha

Priscilla Peres e Filipe Prado
Prefeito tem adotado estratégias para aumentar a receita do município. (Foto: Marcelo Calazans)Prefeito tem adotado estratégias para aumentar a receita do município. (Foto: Marcelo Calazans)

A Prefeitura de Campo Grande vai vender a operação da folha de pagamento para o Banco do Brasil e com isso arrecadar R$ 50 milhões, antecipadamente. Parte do montante já tem destino certo e irá custear o reajuste de 8,46% no salário dos professores, o que custará R$ 3.3 milhões aos cofres municipais por mês.

Veja Mais
Prefeito faz nova proposta e professores avaliam cancelar greve
Professores suspendem greve, mas sindicato diz que reivindicação continua

A informação foi dada na tarde de hoje pelo prefeito Gilmar Olarte (PP), após se reunir com o presidente da ACP (Sindicato campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública), Geraldo Alves Gonçalves, em seu gabinete.

De acordo com Olarte, a transferência da operação da folha do HSBC para o Banco do Brasil "já está nem adiantada" e será concretizada em breve. O governo do Estado, Forças Armadas e Governo Federal já fazem o pagamento de seus funcionários pelo Banco do Brasil.

Inclusive, o governo do Estado mudou o pagamento da folha para o banco público em 1998 e deste então tem prorrogado o prazo, sendo a última prorrogação há cinco anos.

A prefeitura tenta, há meses, cortar gastos e aumentar a receita para arcar com as despesas mensais, principalmente o décimo-terceiro salário de seus funcionários que junto com os meses novembro e dezembro passa dos R$ 300 milhões.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions