A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2020

13/02/2020 15:14

A importância da formalização nos negócios

Por Amanda Eloi (*)

O empreendedorismo tem sido uma saída para grande parte dos brasileiros, como uma necessidade, a fim de trazer renda e sustento para suas famílias. Uma das razões é devido à falta de emprego gerada pela crise dos últimos tempos.

Apesar das dificuldades, o cenário foi tomando novos rumos com a chegada de novas tecnologias e novos modelos de negócio, como também as oportunidades com a criação de mais empreendimentos, mudanças nos costumes dos brasileiros e o surgimento de novos mercados. Tudo isso fomentou o interesse de mais pessoas em colocarem suas ideias em prática para entrar no mundo dos negócios.

Apesar do brasileiro estar buscando ser cada vez mais empreendedor, ainda é preciso avançar em muitos fatores para que o país realmente melhore seu desempenho econômico. No entanto, a falta de formalização, principalmente dos pequenos negócios, ainda é um grande entrave para as engrenagens da economia girarem com mais fluidez.

A formalização de um negócio oferece muitos benefícios ao empreendedor, ajudando a ter maior credibilidade em seu mercado de atuação, diante seus consumidores, fornecedores e/ou fabricantes.

Outra vantagem de ter o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) é a possibilidade de emitir nota fiscal, algo que proporciona benefícios importantes como: direitos previdenciários, descontos em determinadas compras para a empresa, fazer negócios com outras empresas, inclusive com o poder público, permitindo que se gere mais renda, aumentando seu “ticket médio” com as diversas oportunidades para crescer no mercado, abrindo novas frentes.

Pesquisa divulgada, no ano passado, pelo Sebrae mostrou que, após a formalização do negócio, 71% das pessoas consultadas conseguiram aumentar as vendas, 72% sentiram melhoras nas condições de compras com fornecedores, e 48% conseguiram vender produtos e serviços para outras empresas. Além disso, 76% tiveram na atividade sua única fonte de renda. Esses dados mostram a importância da formalização.

Aqueles que ficam esperando a grande oportunidade "cair no colo", geralmente ficam para trás. Mas quem está determinado a fazer seu negócio prosperar, sempre tem grandes chances de crescer. Mas isso exige foco, disciplina, pesquisa de mercado e boas estratégias, tendo sempre entendimento a respeito de quem é o seu público, ou seja, quem irá consumir o seu produto e/ou serviço.

Portanto, busque sempre mais conhecimento para seu empreendimento, encontre oportunidades onde o concorrente ainda não enxergou, não tenha medo de colocar suas ideias em prática e formalize seu negócio, mostre para clientes e fornecedores que você não brinca em serviço.

(*) Amanda Eloi é administradora, consultora de Projetos da WAAH!, mentora de negócios, palestrante e Fundadora do projeto Ciclo Empreendedor Universitário – CEU.

Campo Grande News - Lista Vip WhatsApp
Para estrategistas e gestores de olho no futuro
Vivemos uma época de acentuada volatilidade nos mercados e tecnologias do agronegócio. Tudo que é sólido desmancha no ar e isso nos leva à questão da...
As grandes leis universais
Que o universo é regido por leis universais me parece óbvio. Agora, quantas, quais são e como funcionam essas leis é o xis da questão. Posso afirmar ...
O que não falam sobre o contrato de gaveta
Seja para a venda de uma casa ou de um carro, o contrato de gaveta é comumente utilizado, porém devemos tomar cuidado quanto a sua validade em alguma...
Religiões de matriz africana – Direito, Visibilidade e Religiosidade
Falar sobre religiões de matriz africana se tem por um assunto polêmico para a maioria da sociedade. Entretanto, para quem é do Axé, é algo totalment...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions