A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019

05/03/2018 13:33

A manifestação do amor

Por Heitor Freire (*)

A humanidade vive momentos de grande perplexidade. Nos vemos diante de uma grande divulgação de crimes, de roubo e de corrupção que envolve todos os países. E nós, cidadãos comuns, assistimos a tudo isso como espectadores passivos, sem que tenhamos uma ideia do que fazer, impotentes ante tantos desmandos e absurdos. Impotentes em termos, porque há algo que só cada um de nós pode fazer: irradiar o amor permanentemente em nosso entorno.

A orientação está no livro A Era de Ouro da Humanidade de autoria de Carlos Torres, autor best-sellers no Brasil e em Portugal com mais de 240.000 exemplares vendidos. Tem 43 anos de idade, é escritor, médium e mensageiro, e já palestrou para mais de 20.000 pessoas. Seus livros possuem uma linguagem profunda e simples, e por este motivo seus ensinamentos já despertaram milhares de pessoas ao redor do mundo.

Segundo ele, já entramos na egrégora da luz e estamos no início da Era de Ouro da Humanidade, onde tudo florescerá. Entretanto, estamos neste momento imersos nesse presente ainda nebuloso mas com um porvir venturoso.

A massa crítica de pessoas despertas precisa alcançar 33.3 % da população mundial, para então vibrarmos na mais alta frequência existente, a energia da gratidão e da compaixão. Ou seja, 1/3 da humanidade desperta do sono profundo do medo e da dor será capaz de iluminar os outros 2/3 para o amor.

Segundo Carlos Torres, há um número imenso de encarnados que já estão na quinta dimensão e que têm características como as que apresentamos a seguir:de Ouro e os

Não aceitam mais a esperança como padrão de vida. Estão trocando os sentimentos de esperança pelos sentimentos de confiança, pois já descobriram que esperança é somente uma maneira bonita de esperar por eternos amanhãs que nunca chegam.

Querem agir em vez de apenas aguardar que outras pessoas façam o que precisa ser feito. São responsáveis e querem mudar suas vidas.

Não esperam mais que os milagres caiam do céu pela força do acaso, como se fosse possível o universo dar algo sem querer nada em troca.

Não pedem nada de graça, querem retribuir às pessoas e ao mundo, e não apenas receber.

Já descobriram que não têm controle sobre as outras pessoas e já desistiram de mudá-las. No entanto, trabalham para que seus exemplos mudem as outras pessoas.

Não querem mais tudo na hora que desejam como uma criança mimada.

Estão compreendendo que a paciência no fundo é a prática da paz de espírito, mas com consciência. Têm plena certeza de que tudo virá no momento certo e adequado.

Agem firmemente e com convicção para realizar aquilo que desejam, porém, não tentam mais controlar o tempo e as pessoas, pois sabem que não têm poder para isso.

Não brigam mais, preferem dialogar. É impossível entrar na quinta dimensão, por exemplo, um casal que discute constantemente por motivos fúteis como ciúmes e medo. Sabem que a traição não é um problema do traído, mas sim daquele que trai, pois este sim está com uma séria questão para ser resolvida em sua vida.

Se posicionam perante as dificuldades e não potencializam mais o problemas. Potencializam, sim, as soluções. Sempre as soluções.

Trocaram os sentimentos de inveja pelos sentimentos de admiração.

Têm certeza de que tudo o que for para ser, já é. Estão começando a acessar seus propósitos de vida, decretados antes de seus nascimentos. Sendo assim, sabem que há vida após a morte, há vida antes do nascimento e há vida o tempo todo. Sabem que a vida não cessa jamais.

Estão começando a compreender que a gratidão é o sentimento mais poderoso que existe, e que este sentimento possui uma vibração altíssima capaz de transmutar todos os sofrimentos existentes em cura, e todas as mazelas em concórdias e elevações.

Já entendem que a felicidade não está no futuro como lhes disseram desde criança. Sabem que a felicidade verdadeira está no agora e se chama gratidão. Não buscam mais a felicidade, pois sabem que quem busca a felicidade está decretando para si mesmo que é infeliz. Sentem-se felizes porque sabem que é dentro do presente dinâmico que tudo acontece.

Assim, vamos aprender com Carlos Torres e fazer da manifestação do amor uma constante em nossas vidas.

(*) Heitor Rodrigues Freire é corretor de imóveis e advogado.

Origem espiritual da Profecia
Em minha obra Os mortos não morrem, transcrevo estudos abalizados e relatos interessantíssimos sobre a realidade da vida após o fenômeno chamado mort...
As mulheres e Einstein
Fato incomum: 1.900 mulheres discutindo agronegócio, de questões mercadológicas a tendências de tecnologia, sustentabilidade, gestão, diplomacia ambi...
A humanidade e o poder
Para enfrentar a limitação de recursos da natureza, os humanos têm que superar o egoísmo e encarar a vida com seriedade e solidariedade, estabelecend...
Diálogo de surdos
Imaginem a cena: um professor que repete, repete, repete, sempre da mesma forma, um mesmo conteúdo, em diversas classes, imaginando ter feito a parte...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions