A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Junho de 2018

26/12/2017 14:00

Ano Novo, atitudes novas

Por Dijanira Silva (*)

Tenho encontrado muita gente que, talvez como você, está buscando um verdadeiro sentido para a vida e coloca no ano novo toda a esperança. Vida nova requer atitudes novas! Que tal olhar para os fatos que marcam sua história com gratidão no lugar da queixa? Não se trata simplesmente de pensar de forma positiva ou ser indiferente à dor sofrida, é questão de ver as coisas do ponto de vista de Deus, que nos ama e faz com que tudo concorra para o nosso bem (Rm 8,28).

Escuto alguns que se queixam sobre as escolhas erradas feitas este ano e já expressam, de imediato, o desejo de agir do jeito certo no ano que começa, para alcançar a vitória. Até aí tudo bem, o problema é que esta busca constante por “se dar bem na vida” e acertar a qualquer custo, tem gerado aflição ao invés de motivação. O apelo constante da mídia oferecendo facilidades para tudo, de certa forma, condiciona ou influencia nossa geração a viver o imediatismo e o sucesso a todo custo, inclusive quando o assunto é encontrar o sentido da vida.

Além de nos deixar tensos e ansiosos ao ponto de não conseguirmos viver o presente, essa situação nos rouba uma virtude que considero essencial: a esperança. Ela é um dom precioso de Deus, que passa a habitar em nós como resultado de uma experiência pessoal com seu amor. É por isso, que a esperança não se compra nem pode vir de fora para dentro, através dos bens que adquirimos ou, por exemplo, do desenvolvimento da inteligência, mas de dentro para fora, pela força do Espírito Santo que, agindo em nosso interior a partir da liberdade que lhe damos, nos impulsiona a acreditar e seguir em frente, mesmo quando a vida parece ter perdido suas razões.

É por isso que, se realmente queremos um “feliz ano novo”, precisamos dar mais atenção aos “gemidos da alma”, e não simplesmente enveredarmos por caminhos aparentemente mais fáceis. Olhar a vida por esta perspectiva faz toda a diferença e eu sou testemunha disso. Enquanto procurei entender o “porquê” das coisas acontecerem diferente de como eu imaginei, além de não ter paz, não conseguia enxergar a beleza, nem usufruir dos dons que já havia recebido. Somente quando procurei dar mais atenção à minha alma foi que ouvi, lá no fundo, Deus me dizer: “dá uma olhada à tua volta, reconhece o quanto Te amo, centra teu coração no meu Reino e não te deixes levar pelo que é vão. Abre mão dos teus apegos e Eu te darei, mesmo que seja por meios surpreendentes, a liberdade e a paz que teu coração deseja”. O mais gratificante é que fiz e faço a experiência, e tem dado certo!

Talvez este recado de Deus seja também para ti. Então, coragem! Começa o ano com calma, gratidão e esperança. Tu não estarás sozinho! Lembra-te que existe um Deus que te ama, deixa-te conduzir por Ele. Tenho certeza que isso dará um novo sentido à tua vida e fará com que teu ano novo seja, de fato, feliz!

*Dijanira Silva é missionária da Comunidade Canção Nova e locutora da Rádio América 1410 AM

A liberdade está sob ameaça dos insensatos
A contundente e oportuna defesa da liberdade de imprensa feita, em seminário recente, pela Presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministra Cármen Lú...
Importa que a coisa ande
Independente do resultado de sua votação em plenário, o Projeto de Lei 3200 (sobre o registro de defensivos agrícolas) deu um passo importantíssimo c...
A Rússia que você não vai ver na Copa
‘Sob nuvens elétricas’ é um filme que, ambientado em 2017, um século após a Revolução Bolchevique, mostra uma Rússia que não aparecerá na Copa do Mun...
Analgésico esférico
A história se repete. Nesta semana de abertura da Copa os olhos mundiais se voltam para a Rússia, um país que esconde enorme população vivendo abaixo...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions