A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 21 de Outubro de 2019

08/11/2018 13:28

Como ser bem-sucedido em vagas temporárias

Por Luzimar Rosa (*)

As vagas temporárias representam a possibilidade de uma renda extra, seja como primeiro emprego ou para recolocação profissional. Conseguir a tão sonhada efetivação ao término do período é o objetivo de muitos dos colaboradores contratados nesse regime de trabalho.

A principal qualidade deve ser a dedicação. O colaborador deve dar o melhor de si e ser o mais profissional possível. O mercado está com uma carência grande de pessoas comprometidas que procuram ter um êxito maior, dando uma quilometragem a mais no seu novo ambiente de trabalho.

Um desses passos é se preocupar com o cliente. Isso envolve procurar dar o melhor atendimento e atenção maior para ele. É um bom exercício para melhorar o rendimento é se colocar no lugar dele para saber como gostaria de ser atendido.

Outro fator a observar é a pontualidade. Apesar dos primeiros meses serem importantes, chegar na hora proposta pelo chefe é essencial para se manter no emprego. O período inicial serve para o gestor observar tanto as qualidades quanto os defeitos. Porém, há defeitos que sobressaem mais, como chegar atrasado. Isso mostra que a pessoa não está tão comprometida como disse na entrevista de seleção.

Obedecer às regras também faz a diferença. Toda empresa tem o seu jeito de gerir os colaboradores. É o direito delas. E quem quer se manter no time, precisa entender o que pode ou não ser feito. Pense sempre: caso alguém tenha decidido que um comportamento ou maneira de agir é inapropriado para o lugar, é porque isso pode desestabilizar a harmonia da equipe. Portanto, quem não quer perder a vaga precisa saber quais as regras e seguir cada uma delas.

É preciso também cuidado para não confundir local de trabalho com local de paquera. Isso pode intimidar colegas de trabalho e atrapalhar o desempenho da equipe. Além disso, há empresas que proíbem casais ou até parentes no ambiente de trabalho. Então, pense bem antes de querer começar a paquerar.

A interação com a equipe e com o superior é mais um passo que pode indicar se você vai obter ou não a efetivação. Isso não significa que você vai conseguir fazer amizade com todos. Mas é fundamental conseguir respeitar os colegas e mostra-se disposto para ajudar. Saiba também como conversar e procure mostrar que veio para somar. Entenda que equipe unida é formada por integrantes que trabalham com a mesma mentalidade. E quem ajuda, também acaba sendo ajudado.

Por último, mesmo que você não seja efetivado, não fique triste. Isso não significa que o trabalho realizado foi ruim, mas que realmente estão sem vagas para contratar em períodos maiores. O mais importante é tentar dar o seu melhor, independente do tempo em que fique. Outras oportunidades podem surgir, ou até mesmo na empresa que ofereceu a vaga temporária. Portanto, não desanime e busque sempre dar o seu melhor.

(*) Luzimar Rosa é coach life e business do “I Have The Power” no Brasil. 

Antônio Baiano – Um Gigante
Roseli Marla, minha cunhada querida, neste momento de profunda tristeza que todos estamos vivendo com a morte prematura do nosso querido Antônio Baia...
Projeto de lei pretende punir quem ocultar bens no divórcio
Quem milita na área do Direito de Família está, infelizmente, mais do que acostumado a se deparar com inúmeros expedientes para fraudar o direito à m...
Internet, Vínculos e Felicidade
A cada dia estamos passando mais tempo em celulares e computadores. Tanto que muitas vezes, quando maratonamos seriados, até a televisão pergunta: "t...
Origem espiritual da Profecia
Em minha obra Os mortos não morrem, transcrevo estudos abalizados e relatos interessantíssimos sobre a realidade da vida após o fenômeno chamado mort...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions