A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019

23/05/2015 10:05

Evite que a inflação prejudique o seu orçamento

Por Dora Ramos (*)

A situação econômica não tem sido fácil para o consumidor brasileiro. Nos últimos 12 meses até abril deste ano, a taxa de inflação medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) chegou a 8,17%, a mais elevada desde o período de 12 meses finalizados em 2003 (9,30%).

Nesse contexto, o consumidor precisa achar alternativas para equilibrar o orçamento que conta com o mesmo salário, mas com os preços de produtos e serviços mais elevados. É o caso dos vestuários, itens de saúde e cuidados pessoais, além de alguns alimentos.

Para essa situação, a saída é dedicar um tempo para fazer pesquisas nos possíveis locais de compras e buscar alternativas mais econômicas. Também é recomendável optar por outras marcas, menos familiares, mas que ofereçam preços mais amigáveis.

Em relação aos serviços, como a TV paga, talvez seja o caso de pensar em outras possibilidades, como a troca por um pacote menos completo, operadora ou então optar por uma conta pré-paga.

É bom a população começar a repensar seus hábitos de consumo para passar o ano com maior tranquilidade, já que as previsões são de que a inflação continue aumentando.

A preparação para os próximos meses deve ser feita com a organização da vida desde agora. É bom se livrar de gastos com o cartão de crédito, conscientizar os membros da família sobre a necessidade de economia e incentivar a mudança de comportamento de todos, além do corte daqueles itens que são realmente supérfluos.

(*) Dora Ramos é educadora financeira e especialista em contabilidade e controladoria. Fundadora e diretora responsável pela Fharos Contabilidade & Gestão Empresarial (www.fharos.com.br), atua no mercado contábil-administrativo há 24 anos

 

Compliance: benefícios práticos nas empresas
Um dos principais patrimônios de uma organização é, sem dúvidas, sua reputação, que pode ter impacto tanto positivo como negativo nos negócios. Indep...
Um olho no peixe, outro no gato
O agro brasileiro poderia ser bem mais assertivo em sua comunicação com os mercados, aqui e no exterior. Falar mais das coisas boas que faz, seguindo...
Como transformar a nossa relação com a natureza?
Falar em meio ambiente não é algo abstrato. Se traduz no ar puro que respiramos, na água que bebemos e na fauna e flora que nos cercam. Somos depende...
Sem comunicação não há evolução
Os líderes do agronegócio hoje concordam que precisamos dialogar muito mais com a sociedade urbana, pois sem isso não teremos aderência nas necessida...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions