A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 22 de Junho de 2018

25/01/2013 08:25

Evolução constante

Por Luiz Gonzaga Bertelli (*)

Com o mundo dos negócios cada vez mais competitivo, os profissionais que pretendem se destacar no trabalho não podem parar no tempo e acreditar que o diploma ¬ ¬– conquistado geralmente no começo da vida adulta – seja o suficiente para se manter e avançar na carreira. Na verdade, eles precisam estar em constante atualização para acompanhar as novidades tecnológicas e as novas demandas que os setores mais importantes da economia necessitam.

Por causa disso, uma modalidade de ensino vem crescendo nos últimos anos e ampliando as oportunidades de aprimoramento: o mestrado profissional. Diferentemente do mestrado acadêmico e do doutorado, que exigem dedicação exclusiva para a pesquisa, o módulo profissional pode ser realizado simultaneamente à atividade laboral. Portanto, são cursos mais próximos da realidade do mercado e tentam preencher as necessidades mais visíveis do mundo atual.

Os projetos concluídos nesse mestrado geralmente procuram trazer soluções a problemas reais do mundo corporativo e acabam chamando atenção das empresas, o que pode servir como um item sedutor no currículo. Por isso, cada vez mais, as próprias organizações apoiam seus colaboradores que investem em educação continuada e cursos com essas características. E, quanto mais a empresa apostar neste tipo de profissional, maior chance tem de reter seus talentos.

Em época de escassa mão de obra qualificada, a formação continuada é uma garantia de empregabilidade e sucesso na carreira. Quem passa por essa oportunidade só tem a ganhar. A atualização dos conhecimentos e a troca de informações com outros participantes do curso renova o ambiente de trabalho e traz benefícios adicionais para a empresa, geralmente acarretando maior produtividade, e consequentemente, aumento dos lucros.

Hoje já são mais de 400 programas de mestrado profissional que absorvem cerca de 10 mil alunos no país. Os dados crescem a cada ano, mostrando que é uma tendência irreversível ditada pela necessidade atual do mercado de trabalho no Brasil e no mundo.

*Luiz Gonzaga Bertelli é presidente Executivo do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), da Academia Paulista de História (APH) e diretor da Fiesp.

O país onde tudo é obrigatório
Nos Estados Unidos, na França e na Inglaterra, as regras ou são obedecidas ou não existem, por que nessas sociedades a lei não é feita para explorar ...
Universidade pública e fundos de investimento
  A universidade pública não é gratuita, mas mantida pelos recursos dos cidadãos. E por que a Constituição brasileira escolheu determinar esse tipo d...
Uma nobre atitude de cidadania e espiritualidade
A solidariedade é intrínseca à condição humana, um dever moral que vai além da dimensão religiosa, pois todos somos gregários e frágeis. A bondade é ...
Servidor público da Previdência Social
Os servidores da Previdência Social, em especial aqueles que trabalham no INSS, estão totalmente sem norte, em virtude das mudanças políticas promovi...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions