A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017

25/07/2013 15:38

Os jovens e os idosos

Benedicto Ismael Camargo Dutra (*)

Os jovens também têm de se comprometer em mudar a realidade que os cerca. Mas isso começa no próprio indivíduo, mudando a maneira de enxergar a vida e o sentido maior dela, ajustando-se à essência humana. Por que e para que estamos aqui? Temos de saber aonde deveríamos chegar como seres humanos.Temos a liberdade de decidir, mas há os efeitos das decisões anteriores se interpondo, travando. Temos de despertar a força do espírito humano para resistir com coragem e alcançar a evolução integral sob a Luz da Verdade.

Quem quer aprender deve ter humildade. A receita para realizações eficientes foi dada por Lao-Tse, no livro Tao Te Ching (O livro do caminho e da virtude), um clássico da literatura chinesa: “O sábio não empreende grandes coisas e nisso está sua grandeza. Quem promete facilmente merece pouca confiança. A quem acha tudo fácil, tudo será difícil. Por isso, o sábio em tudo considera a dificuldade, e em nada a encontra”.

É necessário examinar atentamente o que vamos dizer antes de emitir opinião a respeito de qualquer assunto, principalmente se isso representa um julgamento sobre atitudes de outros. Com toda a simplicidade, Cora Coralina (poetisa goiana que viveu até seus 95 anos), enunciava leis básicas da vida, que são a simplicidade, a importância do movimento certo, o uso correto dos pensamentos e palavras.

Disse a poetisa: “Eu não tenho medo dos anos e não penso em velhice. E digo pra você: não pense. Nunca diga estou envelhecendo ou estou ficando velha. Eu não digo. Nada de palavra negativa. Quanto mais você diz estar ficando cansada e esquecida, mais esquecida fica. Você vai se convencendo daquilo e convence os outros. Então silêncio! O importante é semear, produzir milhões de sorrisos de solidariedade e amizade. Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça. Digo o que penso, com esperança. Penso no que faço com fé. Faço o que devo fazer, com amor. Eu me esforço para ser cada dia melhor, pois bondade também se aprende."

Da mesma forma se expressou o Papa Francisco durante seu voo para o Rio de Janeiro a um grupo de 70 jornalistas que disputavam espaço entre as poltronas da classe econômica para vê-lo e ouvi-lo: "Os jovens, neste momento, estão em crise. Estamos acostumados a uma cultura descartável. Fazemos isso frequentemente com os idosos e, agora, com essa crise, estamos fazendo o mesmo com os jovens. Algumas vezes, fomos injustos com os mais idosos, que deixamos de lado, como se não tivessem nada para nos dar. É verdade que os jovens são o futuro de um povo porque têm energia, mas não são o único futuro. Os jovens são o futuro porque são jovens e, os idosos, porque têm a sabedoria da vida".

Acrescentaria a esse discurso que a juventude sempre atuou como a grande força renovadora, mas não pode se deixar envolver pela indolência. Precisa movimentar-se permanentemente. Não deve ficar pensando que não tem nada para aprender com os mais idosos porque estes, durante séculos, cultivaram muitas mentiras, forjando um viver distante da naturalidade da Criação e da real finalidade da vida.

A mudança deve começar pelo eu interior de cada indivíduo, com o desejo sincero de melhorar as condições de vida e embelezar o mundo desfigurado por atitudes e pensamentos negativos de cobiça, ódio e descontentamento. Para que a civilização possa ser beneficiada pela atuação efetivamente humana, a educação deve instruir e inspirar as novas gerações para feitos que enobreçam e dignifiquem a espécie humana, longe das mentiras, propondo alvos nobres e elevados de forma a aproveitar todo o vigor renovador dos jovens e a experiência dos mais idosos.

(*) Benedicto Ismael Camargo Dutra é graduado pela Faculdade de Economia e Administração da USP, e associado ao Rotary Club São Paulo. Realiza palestras sobre temas ligados à qualidade de vida. É também coordenador dos sites www.vidaeaprendizado.com.br e www.library.com.br, e autor dos livros “ Conversando com o homem sábio”, “Nola – o manuscrito que abalou o mundo”, “O segredo de Darwin”, e “2012...e depois?”. E-mail: bicdutra@library.com.br

Inteligência espiritual
Parece-me que há alguns estudiosos de psicologia que costumam misturar ciência com religião, duas atividades mentais bem distintas, com metodologias ...
A regulamentação do Lobby no Bra
Desde 1989 o Projeto de Lei do Senado que propõe regular a atividade de Lobby no Congresso Nacional, PLS 203/89 de Marco Maciel (DEM- PE), está no Co...
Desarranjo planetário
Enfrentamos um desarranjo global na gestão pública. Os líderes se afastam da ideia de que são responsáveis por imprimir melhora geral na qualidade hu...
Tudo pelo cliente
Muitas pessoas me perguntam como é o meu dia a dia, como é administrar uma das marcas mais valiosas e admiradas do Brasil. Posso dizer, sem falsa mod...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions